Connect with us

Hi, what are you looking for?

Notícia

Recorde mundial: bebê nasce depois de 24 anos de seu embrião ter sido congelado

Um bebê nasceu depois de seu embrião se tornar o embrião congelado por mais tempo: foi criopreservado por 24 anos.

Quando Tina Gibson e seu marido Benjamin sonhavam em se tornar pais, eles provavelmente não perceberam que estariam quebrando um recorde mundial no processo.

Os Gibsons, do Tennessee, decidiram fazer seus desejos realidade com a ajuda do National Embray Donation Center (NEDC), na América.

Continua depois da publicidade

Sua filha, Emma Wren, nasceu em 25 de novembro, depois que o diretor médico da NEDC, Dr. Jeffrey Keenan, realizou uma transferência de embriões congelados (FET).

No entanto, apesar de Emma ter sido entregue este ano, ela foi congelada como um embrião em 14 de outubro de 1992.

Isso significa que ela, agora, mantém o record de embrião congelado por mais tempo a vir nascer.

Continua depois da publicidade

O primeiro bebê do mundo a nascer depois de ser congelado como um embrião foi na Austrália, em 1984, de acordo com o National Fertility Support Center.

Também acredita-se que o número de nascimentos por doação de embriões – o que significa que os embriões criopreservados foram doados para outros casais – está aumentando em 25% a cada ano, como estatado pelo Embryo Adoption Awareness Centre.

Tina e Benjamin foram agraciados com o seu bebê Emma por meio de doação de embrião, e eles não poderiam estar mais felizes.

Continua depois da publicidade

“Emma é um milagre tão amável”, disse Benjamin. “Eu acho que ela parece estar perfeita apesar de ter estado congelada por todos aqueles anos”.

Carol Sommerfelt, diretora do laboratório da NEDC, recordou o momento em que Gibsons colocou os olhos sobre os embriões durante o processo de transferência.

“Eu sempre me lembrarei do que os Gibsons disseram quando apresentaram a imagem de seus embriões no momento da transferência: ‘Esses embriões poderiam ter sido meus melhores amigos’, como a própria Tina era com apenas 25 anos no momento da transferência”, disse ela.

Continua depois da publicidade

Muitos acharam a história dos Gibsons muito inspiradora, já que poderia significar o potencial de ainda mais pessoas se tornarem pais através da tecnologia de embriões congelados no futuro.

“Uma graça tão preciosa!!”, uma pessoa escreveu no Facebook, com outro adendo: “Tão incrível!

“Todos os dias fico impressionado com o conceito de adoção de embriões e quão agraciada minha família tem sido por esse processo e pela NEDC”.

Continua depois da publicidade

Fonte: Business Insider.

Da Redação
Publicado por

A SoCientífica, abreviação para Sociedade Científica, nasceu em agosto de 2014 da vontade de decifrar as novidades no mundo científico e transmiti-las para uma sociedade que depende da ciência e tecnologia mas que sabe muito pouco sobre elas. Em um momento em que a desconfiança está se sobressaindo e novas ondas negacionistas de evidências surgem, a SoCientífica está empenhada em ajudar a trazer iluminação para a sociedade novamente.

Comentários

Populares hoje

Ciência

Na Paleontologia, encontrar novas peças que pertenceram a milhões de anos atrás é um dos principais objetos de estudo. No entanto, durante uma expedição...

Notícia

Os hominídeos Homo antecessor são parentes bem antigos dos Homo sapiens. Esses humanos ancestrais habitavam vastas regiões da Europa entre 1,2 milhões e 800...