Tartaruga

As tartarugas são os répteis da ordem Testudines, que se divide em três subordens. A primeira é a subordem Pleurodira, que engloba as tartarugas que retraem o pescoço lateralmente para dentro do casco. Depois, há a subordem Cryptodira, das tartarugas que retraem a cabeça na linha da coluna. Por fim, a subordem Amphichelydia contém todos os membros extintos das tartarugas.

A subordem Cryptodira abrange os jabutis, tartarugas marinhas, tartarugas de água doce e os cágados. Todos estes termos, aliás, representam animais com características bastante diferentes, apesar de fazerem parte do mesmo grupo.

turtles g72012be03 1920
Cágados tomando sol. Imagem: Capri23auto / Pixabay

Os jabutis, por exemplo, são animais exclusivamente terrestres com cascos bastante arredondados. Já a tartaruga, marinha ou de água doce, é um bicho predominantemente aquático, com raras incursões ao ambiente terrestre. Por fim, os cágados são intermediários, vivendo em ambientes aquáticos e terrestres.

Ainda existem muitas lacunas no conhecimento sobre a evolução das tartarugas, naturalmente. Apesar de algumas evidências aproximarem estes animais do grupo dos arcossauros (dinossauros, ancestrais de crocodilos e ancestrais de aves), as pistas mais aceitas indicam que as tartarugas são, na verdade, mais próximas dos lagartos e tuataras.

Do hábitat à alimentação, as características da tartaruga

Em geral, os Testudines (comumente chamados de quelônios) são onívoros, variando muito de espécie para espécie. A tartaruga-mordedora e as tartarugas-aligátor são exemplos de animais majoritariamente carnívoros, adaptados (como os nomes sugerem) a caçar peixes com mordidas poderosas. Muitas outras espécies, por outro lado, se alimentam de gramíneas, ervas, frutas e algas.

Com exceção da Antártida, há tartarugas em praticamente qualquer lugar do planeta. Apesar disso, a maior biodiversidade destes animais ocorre ao sul da América do Norte e nas regiões tropicais da Ásia. As tartarugas-marinhas, sobretudo, dependem de recifes de corais para sua alimentação e reprodução.

giant tortoise g53c6e040d 1920
Jabuti. Imagem: PoldyChromos / Pixabay

Por serem um grupo tão diverso, os tamanhos das tartarugas são altamente variados. A maior espécie conhecida, nesse sentido, é a tartaruga-de-couro: uma espécie marinha com mais de dois metros de comprimento e até 700kg quando adultas. Já algumas espécies de água-doce mal passam dos 10cm.

Apesar do Eunotosaurus, o ancestral mais parecido de fato com as tartarugas modernas viveu há 220 milhões de anos, tendo uma carapaça quase completamente desenvolvida e um plastrão (parte de baixo do casco). A espécie recebeu o nome de Odontochelys semitestacea e, de acordo com os fósseis, tinha dentes, apesar do Eunotosaurus e as tartarugas modernas terem bicos.


RELACIONADO

Discussion about this glossary

PROPAGANDA

destaques da semana