Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Como o cocô de baleia alimenta as florestas tropicais do mundo

Baleias
Elianne Dipp / Pexels

Os grandes animais têm o poder de mudar a face de nosso planeta: eles esculpem bosques e potencializam os ecossistemas. Além disso, o cocô das baleias pode até mesmo ajudar a fertilizar o interior das florestas tropicais.

A conservação está trabalhando para evitar que os maiores animais da Terra deslizem para a extinção – e salvá-los pode ser mais importante do que jamais imaginamos.

Os seres humanos vêm alterando o meio ambiente há dezenas de milhares de anos. Uma das consequências mais graves disto é a perda de muitos animais grandes, conhecidos coletivamente como megafauna, de grande parte do planeta.

Continua depois da publicidade
Como o cocô de baleia fertiliza as grandes florestas
Pexels

A megafauna

Quando as pessoas se espalharam da África e chegaram pela primeira vez a lugares como as Américas, Austrália, Nova Zelândia e Europa, a terra foi dominada por alguns animais verdadeiramente enormes.

Preguiças gigantes e gliptodontes blindados vagueavam pelas savanas da América do Sul, enormes mamutes e ursos das cavernas estavam pisando as paisagens geladas da Europa, enquanto diprotodontes e mamíferos verdadeiramente enormes, semelhantes a vombates, eram encontrados em grande parte da Austrália e Nova Zelândia.

LEIA TAMBÉM: Imagens incríveis mostram estratégias usadas por baleias para caçar

Estas espécies tiveram um impacto significativo nos habitats em que viviam, e quando foram levadas à extinção, deixaram um buraco ecológico. Mas esta onda de extinção ainda não terminou.

Continua depois da publicidade

Os grandes animais que sobreviveram ao primeiro round enfrentam agora uma ameaça semelhante. Elefantes, rinocerontes e algumas espécies de baleias estão todos se equilibrando na beira da extinção.

É relativamente recente, no entanto, que começamos a entender quão amplo é o alcance da influência destes animais sobre o mundo natural. Quando soubermos mais, isso poderá mudar a forma como vamos protegê-los.

Como o cocô de baleia fertiliza as grandes florestas
Os grandes animais estão influenciando ambientes como a Amazônia não apenas em escalas nacionais ou internacionais, mas também globais. (CIFOR / Flickr CC BY-NC-ND 2.0)

Ken Norris, Chefe de Ciências da Vida no Museu, publicou uma peça com colegas que levanta a questão de como os conservacionistas poderiam pensar mais globalmente.

“Estes grandes animais são ícones no sentido da conservação e não estamos argumentando que não devemos conservá-los por direito próprio”, explica Ken. “Mas também há muitas coisas fundamentais que estes animais fazem ecologicamente, e estamos apenas começando a entender as escalas realmente maciças em que eles operam.”

Continua depois da publicidade

“Atualmente não estamos conservando esses sistemas em escalas suficientemente grandes para proteger e restaurar esses papéis ecológicos fundamentais. Essa é a questão”.

O artigo de opinião de Ken Norris foi publicado na revista Trends in Ecology and Evolution.

O poder oculto das baleias

Baleias
Elianne Dipp / Pexels

Grandes animais, tais como elefantes e baleias, são frequentemente chamados de engenheiros de ecossistemas. Isto porque, à medida que se dedicam ao seu dia-a-dia, estes enormes animais alteram seu meio ambiente de forma tão dramática que ajudam a criar e manter habitats inteiramente novos.

Os elefantes, por exemplo, são tão grandes que empurram regularmente as árvores para baixo para chegar ao alimento dos galhos superiores e, como resultado, abrem bosques que permitem que as plantas do sub-bosque prosperem ao sol. Eles também são conhecidos por ajudar a sustentar florestas tropicais inteiras, pois espalham as grandes sementes de árvores frutíferas por grandes distâncias antes de depositá-las em pequenas pilhas de fertilizantes naturais.

Continua depois da publicidade

LEIA TAMBÉM: Descoberta nova população de baleias-azuis no Oceano Índico

Mas estes grandes animais têm um impacto em uma escala muito maior até mesmo do que isto.

“Até alguns anos atrás, só nos demos conta da importância dos animais de grande porte para os processos do sistema terrestre em larga escala”, explica Ken. “Estes são os sistemas nos quais os nutrientes são reciclados através do meio ambiente em escala global.”

Continua depois da publicidade

“Por exemplo, há pesquisas que citamos que mostram como os nutrientes dos oceanos são importantes para biomas maciços como a Amazônia. Você não se daria conta disso, mas existe uma bomba de nutrientes que vem do oceano rio acima e para a terra”.

O ciclo dos nutrientes

Animais como as baleias liberam nutriente através das fezes para a água. Estes nutrientes ajudam a alimentar o plâncton, que alimenta peixes menores. Os peixes são então comidos por aves marinhas que, por sua vez, depositam seu próprio cocô em terra, ou alimentam peixes migratórios maiores.

Estes peixes então percorrem os sistemas fluviais e se aprofundam no interior através da vasta rede de cursos d’água. Eles serão então comidos por predadores, como aves de rapina e grandes felinos, ou simplesmente morrem nos rios e, como resultado, espalham esses nutrientes que se originaram nos oceanos sobre a terra e nas profundezas das florestas.

Continua depois da publicidade

LEIA TAMBÉM: As baleias francas estão sendo extintas, dizem especialistas

“Nos últimos anos, algumas pessoas estimaram como esses sistemas de nutrientes estão degradados devido à perda de grandes animais, e o impacto tem sido enorme”, explica Ken. “Eles estimam que certas bombas de nutrientes podem ter diminuído em mais de 80%, em parte devido à eliminação de animais de grande porte, como as baleias”.

Cooperação global

Quando se trata de proteger a natureza, os movimentos de conservação tendem a concentrar-se em salvar espécies específicas em determinados locais.

Continua depois da publicidade

Recentemente, os cientistas têm pensado de forma mais ampla. Por exemplo, foram criadas iniciativas de conservação transfronteiras que se estendem a vários países. Mas Ken e seus colegas argumentam que, embora isto esteja sem dúvida caminhando na direção certa, se quisermos levar em conta a escala em que estes ciclos de nutrientes operam, precisamos pensar em maior escala.

“Há alguns exemplos disso surgindo, mas ainda não atingimos os níveis de escala necessários”, diz Ken. “Por exemplo, existe uma destas iniciativas de conservação transfronteiriça no noroeste dos EUA e no oeste do Canadá chamada Y2Y, onde eles reintroduziram lobos, mas a conservação nestas escalas pode ainda não ser grande o suficiente.”

“Precisamos estar olhando para ecossistemas como a Amazônia que são milhões de quilômetros quadrados”.

Continua depois da publicidade

Isto pode parecer um desafio impossível, mas iniciativas ambientais desta escala já foram alcançadas antes, como quando os governos do mundo se reuniram para concordar em consertar o buraco na camada de ozônio ou a proibição internacional da caça à baleia.

“É um desafio enorme restabelecer estes sistemas, mas os impactos de não fazer nada a respeito poderiam ser realmente severos”, diz Ken. “Nós simplesmente não sabemos o suficiente sobre isto.”

Sabemos que perder animais grandes é ecologicamente problemático nestas escalas maciças, mas não sabemos os impactos exatos de perdê-los. Quanto tempo temos para resolver esses problemas, e o que poderia ser feito a respeito deles?

Continua depois da publicidade

“Esta é realmente uma chamada para que as pessoas pensem sobre estes problemas e questões.”

Este artigo foi republicado de Natural History Museum. Leia o conteúdo original aqui. Tradução e adaptação de Damares Alves.

Continua depois da publicidade
Avatar
Publicado por

Escritor científico do Museu de História Natural, Londres.


Populares hoje

Física & Química

O urânio é um elemento químico famoso pela aplicação em usinas de energia nuclear e bombas atômicas. Esse elemento radioativo tem o número atômico...

Planeta & Ambiente

Os filmes de ficção científica sempre nos fazem imaginar acerca de como seria o mundo caso um alienígena usasse seus “poderes” contra os humanos....

Plantas & Animais

Resgatar um animal é uma tarefa bastante complicada. Agora, imagine ter que salvar uma manada de uma espécie de girafa em extinção, que estão...

Notícia

Há 20 mil anos, a Terra estava passando pela mais recente de suas eras glaciais. Devido a alterações na atmosfera do planeta, enormes coberturas...