HomeAuthorDamares Alves, Autor em Socientífica

Uma contadora que largou tudo pra divulgar a ciência.
https://i1.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/07/WhatsApp-Image-2019-07-16-at-15.22.29.jpeg?resize=720%2C405&ssl=1

Apesar de não ter nenhuma função visual em seus olhos, pacientes cegos puderam enxergar parcialmente graças a uma nova tecnologia. Isso é possível graças a uma câmera de vídeo em um par óculos que envia as informações visuais à um eletrodo implantado no córtex visual do cérebro. Essa tecnologia foi batizada de Orion. Uma prótese cortical visual está ajudando a levar a visão aos cegos. Neurocirurgiões do Baylor Medical College, no Texas, e da Universidade...

https://i1.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/07/cofre.jpg?resize=1024%2C415&ssl=1

Uma misteriosa estrutura escondida no subterrâneo de uma antiga fortaleza em Derbent, na Rússia, teve seu conteúdo finalmente revelado. Os pesquisadores usaram uma tecnologia da física nuclear conhecida como radiografia de múons. Ela funciona rastreando as partículas subatômicas carregadas de múons, geradas quando os raios cósmicos interagem com a atmosfera da Terra. À medida que passam pelo espaço, as placas de emulsão nuclear são usadas como detectores para “capturar” as partículas e desenvolver uma imagem de...

https://i2.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/07/Monstro-marinho-3.jpg?resize=1280%2C700&ssl=1

No mês passado uma empresa buscava pedras preciosas, mas acabou encontrando algo muito mais surpreendente. No lugar de pedras brilhantes eles acabaram encontrando o fóssil quase completo de um réptil marinho que viveu há 70 milhões de anos. A criatura conhecida como mosassauro é do gênero Tylosaurus e media entre 6 e 7 metros, foi encontrada em Alberta, no Canadá. LEIA TAMBÉM: Antigas criaturas da terra estão despertando após 40.000 anos em permafrost. O fóssil...

https://i2.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/07/som.jpg?resize=1024%2C415&ssl=1

Se parar pra imaginar qual seria o som mais alto do oceano, você provavelmente vai esperar gritos ensurdecedores ou enormes estrondo, mas já adianto que não é bem assim. O biólogo marinho Ryutaro Goto, da Universidade de Kyoto, e seus colegas mediram os sons produzidos por esses poliquetos,  que chegaram a impressionantes 157 decibéis. Para se ter uma ideia, ao atingir cerca de 130 decibéis os sons podem se tornar dolorosos e prejudiciais aos nossos...

https://i1.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/07/tumblr_n9e9efQddF1tzjz2jo2_500.gif?resize=500%2C225&ssl=1

Imagine um futuro pós-apocalíptico, imaginou? Imagine também que ao desaparecer, a raça humana não extinguiria também as outras espécies. Com o passar de pelo menos 50 milhões de anos, qual animal ou grupo de animais se tornariam a raça dominante no planeta? Seriam os macacos? Os nematoides? Tardígrados, ou talvez as baratas? Seriam os nossos parentes mais próximos, os macacos? A probabilidade seria bem pequena já que qualquer organismo que compartilhe os resquícios biológicos humanos...

https://i0.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/07/cancer_virus.jpg?resize=800%2C560&ssl=1

Ficar gripado é definitivamente ruim, nisso é preciso concordar, mas um estudo recente sugere que o vírus causador do resfriado comum pode ser mais útil do que se pensava. A ideia de combater câncer com vírus não é lá muito recente. Mas essa é a primeira vez que um vírus de resfriado consegue tratar de forma eficaz uma forma inicial de câncer de bexiga. Um grupo de pesquisadores fez um ensaio clínico com 15 pacientes...

https://i1.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/07/solar_cells_distil_1024.jpg?resize=1024%2C415&ssl=1

Que células solares serão o futuro da energia renovável – sejam elas de silício ou perovskitas – nós já sabíamos.  Mas acontece cientistas acabaram de criar uma tecnologia capaz de usar o calor dispersado pelas células solares para purificar água. Segundo relatórios da Organização Mundial de Saúde, mais de 2 bilhões de pessoas não tem acesso a água potável. Um número incrivelmente maior também não possui energia elétrica em casa. Um quarto da população população...

https://i0.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/07/Sem-título.png?resize=614%2C396&ssl=1

Há aproximadamente 400 anos houve uma grande onda de frio que assolou todo o globo terrestre. O gelo atingiu a ilha de Ellesmere no Canadá, e congelou um tufo de musgo. Desde aquela época a planta ficou congelada em uma camada de gelo de 30 centímetros na geleira de teardrop. A bióloga evolucionista Catherine La Farge chegou séculos depois, no derretimento da teardrop, para enfim  encontrar um tufo da espécie Aulacomnium turgidum já livre de...

https://i1.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/07/moss_antarctic_cover_1024.jpg?resize=1024%2C415&ssl=1

Há aproximadamente 400 anos houve uma grande onda de frio que assolou todo o globo terrestre. O gelo atingiu a ilha de Ellesmere no Canadá, e congelou um tufo de musgo. Desde aquela época a planta ficou congelada em uma camada de gelo de 30 centímetros na geleira de teardrop. A bióloga evolucionista Catherine La Farge chegou séculos depois, no derretimento da teardrop, para enfim  encontrar um tufo da espécie Aulacomnium turgidum já livre de...