Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Como o tubarão sobreviveu a incríveis quatro extinções em massa

Um dos animais mais antigos do nosso planeta viu a sua população diminuir 90% entre 1950 e 2014.

Imagem: Whitepointer/Depositphotos.com

O tubarão é um dos animais mais antigos do planeta. Ele resistiu a quatro extinções em massa e conseguiu sobreviver quando amonitas e dinossauros foram dizimados. Como se explicar esta sobrevivência excepcional?

Não só o tubarão é um predador formidável, mas também tem uma resiliência extraordinária na história do mundo animal. Surgido no Devoniano, há 420 milhões de anos, quando árvores e dinossauros ainda nem haviam conquistado o planeta, sobreviveu a quatro das cinco extinções em massa sofridas pela Terra, incluindo o Permiano, que perdeu 96% das espécies marinhas e 70% das espécies terrestres, há 252 milhões de anos.

Naturalmente, muitas espécies de tubarões desapareceram com o tempo, como o Stethacanthus, com sua curiosa barbatana dorsal em forma de bigorna, o Helicoprion, que tinha uma espécie de espiral de dente dentro de sua boca, ou o gigantesco megalodon, cujo tamanho poderia chegar a 20 metros de comprimento. Mas a ordem dos tubarões, que pertence à classe Chondrichthyan, sempre resistiu aos piores desastres.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

O tubarão, um comedor oportunista

Vários cientistas estão tentados a explicar esta sobrevivência excepcional. Uma das pistas está em sua dieta: o tubarão engole tudo o que ele encontra ao alcance de sua mandíbula quando a carne fresca está em falta. A paleoecóloga Sora Kim, da Universidade da Califórnia, em Merced, que estudou a dieta do grande tubarão branco, explica que se surpreendeu ao descobrir que a dieta dele varia consideravelmente segundo o seu habitat: pinípedes, atum, mas também polvos ou pequenos peixes. Até os inocentes passeriformes de jardins estão regularmente no menu. O tubarão, que vive ao longo da costa americana, pode tornar-se vegetariano e comer as ervas no fundo do mar graças a uma enzima especial que lhe permite digerir plantas.

O tubarão se adapta às variações climáticas

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Mas isso não é tudo: o tubarão é particularmente resistente às mudanças ambientais. Na época do Eoceno, a terra estava mais quente de 9°C a 14°C do que hoje, o que fez com que o gelo derretesse e reduzisse a salinidade do oceano. Isto levaria à morte massiva de muitas espécies marinhas, mas não a do tubarão, que se adaptou perfeitamente a esta água menos salgada, revelou um estudo publicado em 2014. O tubarão também resistiu à acidificação sem precedentes dos oceanos, que literalmente dissolveu os esqueletos de corais, crustáceos e moluscos. Os tubarões, que na época tinham principalmente esqueletos ósseos, adotaram um esqueleto cartilaginoso como a espécie atual. Aqueles que sobreviveram eram, portanto, muito menores (menos de 10 centímetros de comprimento) e, posteriormente, tornaram-se maiores. Nem o aquecimento da água parece assustá-lo, e até mesmo favorece a expansão de algumas espécies de tubarões, como o tubarão bulldog que se instalou recentemente no Estreito de Pamlico, na Carolina do Norte.

Mas o que a natureza não conseguiu fazer, o Homem consegue com desconcertante facilidade. Mais de 16% das espécies de tubarões estão ameaçadas de extinção, de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). Todos os anos, mais de 100 milhões de tubarões são mortos em todo o mundo, três a cada segundo, de acordo com um estudo publicado na revista Marine Policy. Um dos animais mais antigos do nosso planeta viu a sua população diminuir 90% entre 1950 e 2014.

FONTE / Futura Sciences

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Faça um comentário

Notícia

Durante o desenvolvimento embrionário, os mamíferos (a maioria deles) crescem na cavidade do útero da mãe. Esse ambiente vai se dilatando e desenvolvendo ao...

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.