Connect with us

Hi, what are you looking for?

Planeta & Ambiente

Reversão do campo magnético da Terra pode ter contribuído para extinções em massa

Reversão do campo magnético da Terra
O campo magnético da Terra está mais concentrado nos pólos norte e sul. (Elen / Alamy)

Um novo estudo publicado na revista Science sugere que uma reversão no campo magnético da Terra há cerca de 42.000 anos pode ter desencadeado uma série de crises ambientais na Terra, contribuindo assim, para as extinções em massa.

Com uma nova datação de carbono mais precisa obtida de fósseis de árvores antigas, os pesquisadores correlacionaram mudanças nos padrões climáticos, extinções de grandes mamíferos e até mesmo mudanças no comportamento humano pouco antes e durante a excursão de Laschamps, uma breve reversão dos pólos magnéticos que durou quase mil anos.

Durante uma reversão, o campo magnético da Terra, que protege o planeta de partículas carregadas fluindo do sol, pode ter enfraquecido. E isso pode estar relacionado com uma série de eventos de extinção. Isto por que o campo magnético enfraquecido permitiu que mais radiação ionizante de erupções solares e raios cósmicos do espaço chegassem à Terra. O que, consequentemente teria causado condições climáticas extremas, incluindo raios, altas temperaturas e muita luz solar.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

O campo magnético da Terra se estende pelo espaço e está mais concentrado nos pólos norte e sul. Os pólos magnéticos vagam e ocasionalmente revertem a cada 200.000 a 300.000 anos, mas pouco se sabe como isto pode afetar o nosso planeta.

“Essas mudanças ambientais extremas podem ter causado, ou pelo menos contribuído para, eventos de extinção, incluindo os de grandes mamíferos na Austrália e os Neandertais na Europa”, disse Paula Reimer, da Queen’s University Belfast, ao New Scientist. “Megafauna em toda a Austrália e Tasmânia e os Neandertais na Europa foram extintos na mesma época que a reversão do pólo magnético que aconteceu há 42.000 anos atrás.

Ainda não se sabe se outras reversões magnéticas podem ter causado convulsões semelhantes no passado, mas este é o primeiro estudo a considerar uma ampla gama de consequências ambientais causadas por mudanças extremas do campo magnético.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

 

 

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Damares Alves
Publicado por

Apaixonada pela natureza, me tornei redatora e hoje escrevo exclusivamente sobre ciência. Meu objetivo é que todos possam ter acesso a pesquisas importantes e descobertas incríveis que são realizadas todos os dias.

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Sociedade & Cultura

O povo Tsimane é uma tribo indígena amplamente isolada que vive na Amazônia boliviana.  Estas pessoas levam uma vida muito diferente da nossa. E eles...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...