Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Cavalos selvagens criam poços que fornecem água a animais do deserto

Uma pesquisa acaba de mostrar que poços cavados por cavalos e burros selvagens fornecem água para todo o ecossistema do deserto.

Imagem: Chris Rosepapa/Pixabay

Desertos são alguns dos ambientes mais hostis para a vida. As espécies que vivem em regiões áridas precisam ser extremamente adaptadas a longos períodos sem água e comida. Ainda assim, as teias ecológicas funcionam, com muitos animais dependendo de outros indiretamente. Nesse sentido, pesquisadores descobriram que poços que cavalos selvagens criam podem beneficiar todo o ecossistema desértico.

O artigo, publicado na revista Science, mostra como cavalos e burros selvagens do Deserto de Sonoran salvam a vida de outros animais e plantas. Isso porque esses equinos cavam poços de até dois metros de profundidade em busca de água. Após saciarem sua sede, os animais deixam para trás uma fonte de água superficial.

No artigo os pesquisadores relatam que pelo menos 59 espécies se beneficiaram dos poços, 57 bebendo deles diretamente. Além do mais, houve um aumento da biodiversidade de pelo menos 50% ao redor das fontes criadas pelos cavalos. Texugos, veados, leões da montanha e ursos são apenas algumas das espécies que frequentaram os poços.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Texugos são apenas uma das 59 espécies que utilizaram os poços dos cavalos durante o estudo. Imagem: Dirk (Beeki®) Schumacher/Pixabay

Ademais, os pesquisadores também relataram uma hipótese de que plantas com raízes superficiais e mesmo árvores de maior porte podem acabar se beneficiando dessas fontes de água.

Poços, recursos e megafauna

Em outros ecossistemas, como na Savana Africana, grandes mamíferos também têm um papel provedor de água. Elefantes, por exemplo, cavam poços semelhantes que posteriormente fornecem água a outros animais menores durante os períodos de seca.

Contudo, esse é um dos primeiros relatos de tal benefício em desertos americanos, por via de equinos selvagens. Pesquisas anteriores, aliás, apontaram que os cavalos e burros selvagens das planícies americanas poderiam ser um problema ambiental e para a agricultura.

Grandes herbívoros, todavia, representam um papel fundamental em praticamente qualquer ecossistema. Vide o exemplo do Parque do Pleistoceno, no vídeo abaixo.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Além de espalharem matéria orgânica, grandes herbívoros (em números controlados) também controlam a cobertura vegetal. Em alguns casos, por conseguinte, esses grandes animais podem beneficiar o solo e aumentar a circulação de água.

Enfim, o estudo sugere um papel fundamental dos cavalos e burros, uma vez que a criação dos poços reduz significativamente a distância entre fontes de água. Em termos biológicos, isso economiza energia do metabolismo dos animais, que pode ser direcionada para outra necessidade, que não a procura por água.

O artigo está disponível no periódico Science.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Mateus Marchetto
Publicado por

Aluno de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Paraná, professor de inglês, apaixonado por ciência e divulgação científica. Me interesso principalmente pelas áreas de microbiologia, bioquímica e bioinformática.

Faça um comentário

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Mente & Cérebro

Nas últimas décadas, inúmeras pesquisas mostraram a relação entre amamentação e a saúde da criança. Sabe-se, por exemplo, que a amamentação ajuda no desenvolvimento...

Planeta & Ambiente

Nukumi, uma grande fêmea de tubarão-branco marcada no ano passado está cruzando o Atlântico já faz dois meses. De acordo com especialistas, ela pode estar...