Connect with us

Hi, what are you looking for?

Sociedade & Cultura

Tsimane: nesta tribo amazônica, os cérebros não envelhecem como os nossos

Tsimane
Crianças da tribo Tsimane. (Imagem: tsimane.org)

O povo Tsimane é uma tribo indígena amplamente isolada que vive na Amazônia boliviana.  Estas pessoas levam uma vida muito diferente da nossa. E eles parecem ser muito mais saudáveis ​​por isso.

A população Tsimane ainda vive hoje por meio de formas tradicionais de agricultura, caça, coleta e pesca – continuando as práticas de seus ancestrais, estabelecidas em uma época muito antes da industrialização e urbanização transformarem a maior parte do mundo. E isto parece lhes trazer vantagens consideráveis.

A dieta saudável e estilo de vida ativa da tribo Tsimane

Um estudo de 2017 mostrou que eles têm os corações mais saudáveis ​​do mundo, com os níveis mais baixos relatados de doença arterial coronariana de qualquer população já registrada na Terra.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Tsimane
Uma família Tsimane pescando. (Imagem: Piotr Strycharz)

E Isso não é tudo. Novas evidências agora mostram que o povo Tsimane também exibe significativamente menos atrofia cerebral à medida que envelhece, mostrando uma diminuição muito mais lenta no volume do cérebro do que as pessoas nos EUA e na Europa, e provavelmente diminuindo o risco de comprometimento cognitivo, declínio funcional e demência como um resultado. E isto parece estar relacionado a sua dieta e estilo de vida.

O novo estudo mostrou que apesar do estilo de vida tradicional do povo Tsimane – e a falta de acesso a cuidados médicos e de saúde modernos – que acaba os expondo a uma carga maior de doenças infecciosas, eles são indivíduos consideravelmente mais saudáveis. Graças a sua aptidão cardiovascular.

Um incrível experimento natural

Para chegar a estes resultados 746 voluntários adultos da tribo Tsimane, com idades entre 40 e 94 anos, e organizaram para que eles fizessem tomografias para calcular seu volume cerebral.

As tomografias mostraram que, em média, os indivíduos de Tsimane experimentam reduções mais lentas no volume cerebral à medida que envelhecem, em comparação com coortes analisadas em estudos anteriores envolvendo populações de Hamburgo (Alemanha), St. Louis (EUA) ou Rotterdam (Holanda).

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Uma comparação entre os estilos de vida das populações analisadas sugere que hábitos de vida industrializados resultam um aumento de aproximadamente 70 por cento nas taxas de redução do volume cerebral dependente da idade.

O estudo foi publicado no periódico The Journals of Gerontology, Series A: Biological Sciences and Medical Sciences.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Damares Alves
Publicado por

Apaixonada pela natureza, me tornei redatora e hoje escrevo exclusivamente sobre ciência. Meu objetivo é que todos possam ter acesso a pesquisas importantes e descobertas incríveis que são realizadas todos os dias.

Faça um comentário

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...

Plantas & Animais

Raças menores de cães geralmente apresentam comportamentos mais instáveis. Pode haver, portanto, diversos motivos para cachorros pequenos serem ferozes.