Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Nova espécie de planta carnívora brasileira homenageia o físico Stephen Hawking

A planta carnívora brasileira Genlisea hawkingii acabou de ser descoberta em Mina Gerais, mas já está seriamente ameaçada de extinção.

Descrita na revista PLOS ONE, a planta carnívora brasileira Genlisea hawkingii foi encontrada por pesquisadores da Unesp em região de Cerrado próxima à Serra da Canastra, em Minas Gerais; estudo alerta para possível risco de extinção (foto: divulgação)
Descrita na revista PLOS ONE, a planta carnívora brasileira Genlisea hawkingii foi encontrada por pesquisadores da Unesp em região de Cerrado próxima à Serra da Canastra, em Minas Gerais; estudo alerta para possível risco de extinção (foto: divulgação)

Pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Jaboticabal nomearam uma espécie recém-descoberta de planta carnívora brasileira em homenagem ao físico britânico Stephen Hawking (1942-2018). Natural do Cerrado, a Genlisea hawkingii foi descrita em artigo publicado na revista PLOS ONE.

A pesquisa que deu origem ao artigo teve apoio da FAPESP e foi coordenada pelo professor do Departamento de Biologia Aplicada à Agropecuária da Unesp Vitor Fernandes Oliveira de Miranda, que considera Stephen Hawking um exemplo de dedicação, empenho e paixão pela ciência.

“Mesmo acometido por uma doença grave, inspirou muitas pessoas, ligadas ou não à ciência, com sua genialidade e determinação. Por isso nossa homenagem com essa espécie nova para a ciência”, disse Miranda ao boletim Unesp Notícias.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

O docente explica que a espécie foi encontrada há aproximadamente dois anos em Delfinópolis, Minas Gerais, em região adjacente aos limites do Parque Nacional da Serra da Canastra. O grupo tem procurado novos exemplares da espécie em diversas expedições de campo, mas sem sucesso.

Tal fato levanta um alerta sobre a fragilidade da espécie, uma vez que ela foi encontrada fora de uma unidade de conservação e, portanto, corre o risco de ser extinta. “Infelizmente, as áreas de Cerrado – bioma em que a Genlisea hawkingii foi encontrada – estão sendo sistematicamente pressionadas e destruídas pelas atividades da agricultura, pecuária e, naquela região em particular, atividades de mineração”, afirma.

O professor de Jaboticabal explica que as espécies de Genlisea são muito conhecidas pela ciência tanto pelo hábito de carnivoria, incomum em plantas, como por possuírem os menores genomas descritos entre os vegetais.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“Assim, essas espécies são muito importantes como modelo para estudarmos e compreendermos melhor os processos que norteiam a evolução dos genomas das plantas”, explica o docente.

O artigo Genlisea hawkingii (Lentibulariaceae), a new species from Serra da Canastra, Minas Gerais, Brazil, de Saura Rodrigues Silva, Bartosz Jan Plachno, Samanta Gabriela Medeiros Carvalho e Vitor Fernandes Oliveira Miranda, pode ser lido em https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0226337.

* Com informações do boletim Unesp Notícias.
 

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.

Agência FAPESP
Publicado por

A Agência FAPESP é uma agência de notícias eletrônica, totalmente gratuita, que tem um site e boletins diários distribuídos por e-mail a um público amplo e diversificado, formado por pesquisadores, dirigentes de órgãos de fomento, universidades e institutos de pesquisa do País.

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...

Plantas & Animais

Raças menores de cães geralmente apresentam comportamentos mais instáveis. Pode haver, portanto, diversos motivos para cachorros pequenos serem ferozes.