Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

O planeta anão Ceres está coberto de misteriosos pontos luminosos

Planeta anão ceres
Foto: (NASA / JPL-CalTech / UCLA / MPS / DLR / IDA)

O planeta anão Ceres possui mais histórias do que os pesquisadores acreditavam alguns anos atrás. Ainda mais depois que a sonda espacial Dawn, da NASA, revelou que existem diversas curiosidades nesse cinturão de asteroides. De fato, ele é considerado o maior asteroide do Sistema Solar, localizado num cinturão entre Marte e Júpiter.

Ceres é o único planeta anão mais próximo do Sol do que o Netuno. Conforme os últimos dados revelados pela Dawn, ele possui um corpo subterrâneo de água salgada, que pode até mesmo cobrir toda a sua extensão. Assim, os pesquisadores acreditam que seria interessante uma missão exclusiva para avaliar Ceres e conferir o seu potencial de habitabilidade.

Pontos luminosos no planeta anão ceres
(Imagem: NASA Jet Propulsion Laboratory

Existe um oceano em Ceres? 

Antes mesmo da sonda Dawn chegar ao planeta anão, registrou alguns pontos brilhantes e estranhos, vindos da cratera Occator, formada por um impacto há 20 milhões de anos. O ano era 2015, depois os cientistas identificaram que essas manchas brilhantes foram formadas por carbonato de sódio, um tipo de sal.

Em nosso planeta ele é encontrado nas profundezas do oceano, onde o calor se infiltra na água por meio de rachaduras no fundo do mar. Por mais distantes que estejam da luz do Sol, essas aberturas são cercadas de vida, com uma cadeia alimentar completa, onde as bactérias se aproveitam das reações quimiossintéticas, em vez da luz solar para criar energia.

Continua depois da publicidade
planeta anão Ceres tem pontos luminosos misteriosos
Imagens da Cratera Occator, vistas em cores falsas, foram reunidas para criar esta vista animada Créditos: NASA / JPL-Caltech / UCLA / MPS / DLR / IDA

Ainda assim, a resposta para a pergunta envolvendo a origem do carbonato de sódio em Ceres continua sendo discutida. Havia uma camada de salmoura profunda quando aconteceu o impacto, sugerindo que Ceres tinha o seu interior mais quente do que imaginávamos? A salmoura ainda poderia estar lá?

Planeta anão Ceres possui pontos luminosos misteriosos
Esta imagem em mosaico usa cores falsas para destacar a salmoura recentemente exposta, ou líquidos salgados, que foram empurrados de um reservatório profundo sob a crosta de Ceres. Nesta vista de uma região da Cratera Occator, eles aparecem avermelhados. Créditos: NASA / JPL-Caltech / UCLA / MPS / DLR / IDA

Conforme artigos científicos publicados recentemente, a resposta para as duas perguntas é SIM, já que vários indícios apontam para o mesmo caminho. Aliás, são dados que foram coletados já no fim da missão, quando a espaçonave ficou sem combustível e mergulhou a uma altitude de menos de 35 quilômetros, coletando dados 10 vezes mais precisos do que a missão principal.

Planeta anão Ceres e seus mistérios

Embora a cratera tenha 20 milhões de anos, existem evidências de que os sais em seu topo são muito mais jovens. Assim, as imagens de alta resolução indicaram que os vulcões de gelo no planeta anão Ceres podem ter registrado atividades há 2 milhões de anos. Então, com o passar dos anos o calor pode ter se dissipado, formando uma fonte profunda de salmoura.

Essa ideia é apoiada pela descoberta do raro mineral hidrohalita, uma forma hidratada de cloreto de sódio, sendo o ponto mais brilhante da cratera Occator. Contudo, é um mineral que precisa de umidade e desidrata rapidamente, o que sugere que ele borbulhou de dentro de Ceres recentemente.

pontos brilhantes misteriosos no planeta anão Ceres apontam para um oceano subterrâneo secreto
ste mosaico da cratera Occator de Ceres é composto por imagens da missão Dawn da NASA capturadas em sua segunda missão estendida, em 2018. Poços e montes brilhantes (primeiro plano) foram formados por líquido salgado liberado quando o solo rico em água do Occator congelou após o impacto de formação da cratera cerca de 20 milhões de anos atrás. Créditos: NASA / JPL-Caltech / UCLA / MPS / DLR / IDA / USRA / LPI

De fato, Ceres é mais estranho do que sugeríamos, e assim como as luas Europa, Ganímedes, Calisto, Titã, Mimas, Enceladus e o planeta anão Plutão, são potenciais mundos oceânicos. Por fim, existe expectativa de que a NASA desenvolva nos próximos anos uma missão até lá, já que é cada vez mais atraente.

As pesquisas foram publicadas nas Nature Astronomy, Nature Geoscience e Nature Communications. Com informações de NASA e ScienceAlert.

Continua depois da publicidade

Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Uma empresa israelense chamada CorNeat Vision desenvolveu uma córnea sintética e permitiu a um homem de 78 anos, cego há dez anos, recuperar totalmente...

Tecnologia

Muitos especialistas em estratégia militar alertam que as guerras do futuro não serão terrestres, mas confrontos sob o signo da inteligência artificial e do...

História & Humanidade

Os sapiens não são a única espécie humana que já circulou pela Terra, embora hoje só nós estejamos vivos. Fora os sapiens, a espécie...

História & Humanidade

Nós possuímos, em nosso DNA, registros de um ancestral misterioso, que acasalou com espécies humanas há aproximadamente um milhão de anos.