Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde & Bem-Estar

O exercício é importante para a perda de peso? Sem dúvidas, diz médico

(Imagem: Getty)

“O exercício não é realmente importante para perda de peso” tornou-se quase um ditado popular na comunidade de perda de peso. “É tudo sobre dieta”, dizem muitos. “Não se preocupe tanto com exercícios.”

Essa ideia surgiu entre infinitas teorias sobre dieta e perda de peso, e rapidamente ganhou popularidade, com apenas um artigo citando 60 estudos para apoiar e espalhar essa noção como fogo.

A verdade é que você pode – e deve – ter sua própria forma de perder peso. Então, por que alguém está dizendo o contrário?

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Por 10 anos, estudei a epidemia de tentativas fracassadas de perda de peso e pesquisei o fenômeno de centenas de milhões de pessoas embarcando em tentativas de perda de peso – depois desistindo. Enquanto isso, o exercício continua sendo a prática mais comum entre as pessoas rastreadas nos EUA que são capazes de manter a perda de peso ao longo do tempo.

Como o mito começou e refutações

Existem algumas razões pelas quais o exercício para perda de peso é ruim. Primeiro, o público procura, em grande parte, uma solução rápida – e a indústria de dieta e perda de peso explora esse desejo do consumidor por uma solução imediata.

Muitos estudos demonstraram que o exercício altera a composição do seu corpo, melhora o metabolismo do repouso e altera suas preferências alimentares. Esses fatos claros e simples resistiram ao teste do tempo, mas passam despercebidos em grande parte em comparação com a maioria dos produtos de dieta sensacionalistas (a mudança através do exercício ao longo do tempo é uma venda muito mais difícil do que um “emagrecimento” de 5 dias). Além disso, muitas pessoas consideram uma hora por dia que o exercício não é razoável ou desfazível e se vê procurando em outros lugares uma solução mais fácil.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Segundo, o desconhecido. Médicos e nutricionistas fizeram um mau trabalho ao explicar o vínculo entre exercício e hábitos alimentares, talvez porque eles geralmente existam em campos separados.

O exercício regular altera a composição do seu corpo. (Imagem: Shutterstock)

O exercício altera diretamente nossos hábitos alimentares, o que significa que, na verdade, temos mais facilidade em fazer escolhas mais saudáveis ​​quando praticamos exercícios ao longo do tempo. Sem exercício, mudanças bruscas nos hábitos alimentares, especialmente se resultarem em restrições de calorias, são muito difíceis de sustentar. Além disso, quanto mais tempo fazemos essas escolhas saudáveis, maior a probabilidade de elas se tornarem um hábito.

Por exemplo, quando uma mulher de 42 anos, que mede 1,80m e pesa 75 kg, decide perder peso sozinha, é provável que tenha dificuldade em mudar abruptamente suas opções de comida para vegetais e peixe grelhado, principalmente porque sentirá uma fome avassaladora (mas também por outras razões, como fadiga, dor, depressão e irritabilidade, entre outras coisas). No entanto, se levarmos em conta a mesma pessoa e aumentarmos sua capacidade de exercício para um ponto crítico, essas escolhas se tornarão muito mais fáceis de suportar.

Terceiro, capacidade limitada. O exercício foi inicialmente rebaixado após uma série de estudos que incluíram indivíduos com sobrepeso ou obesos que procuravam perder peso e que tinham capacidade limitada de se exercitar. Pedir a alguém com capacidade limitada de exercício para perder peso usando o exercício é como dizer a alguém para esvaziar uma piscina cheia de água com um copo de plástico. Não pode ser realizado em um período de tempo razoável. Portanto, quando você mede quanto peso eles podem “queimar” ao longo do tempo, a resposta não é grande, porque a maioria dos pacientes sedentários pode queimar 500 ou menos calorias por semana. Como resultado, a conclusão instável de que o exercício era menos importante para a perda de peso surgiu e foi rapidamente sensacionalizada.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

O que está faltando nessa lógica, porém, é que as pessoas podem mudar a capacidade de exercício. À medida que a capacidade de exercício aumenta para um indivíduo sedentário e se aproxima da de uma pessoa magra, a capacidade de perder peso com o exercício muda dramaticamente.

Se você der um balde a um homem…

É como dar ao participante do nosso exemplo de esvaziamento da piscina um balde ou até uma mangueira. A capacidade de correr por 30 minutos ininterruptamente ou andar de bicicleta por 60 minutos é o que separa tantos aspirantes a dietas de seus colegas magros e é responsável pelas tentativas de perda de peso mais experimentadas e fracassadas. Além disso, uma vez que uma pessoa atinge um ponto crítico de capacidade de exercício, a própria experiência de exercício se torna mais agradável e pode até ser divertida.

Então, você pode se exercitar para perder peso? Absolutamente. É claro que restrições abruptas de calorias resultarão em perda de peso a curto prazo, mas é extremamente difícil para as pessoas manterem essa restrição por longos períodos de tempo, e a maioria acaba desistindo ou recuperando o peso perdido. O exercício, no entanto, é uma maneira comprovada de tornar as mudanças na dieta mais toleráveis. O foco no exercício e a alteração da capacidade de exercício primeiro tornam mais fácil fazer melhores escolhas alimentares e desfrutar de uma vida limpa, o que no final significa perda de peso significativa que pode ser mantida ao longo do tempo.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Este artigo foi originalmente publicado em The Conversation. Tradução por Redação SoCientífica.

The Conversation
Publicado por

The Conversation é uma fonte independente de notícias e pontos de vista da comunidade acadêmica e de pesquisa, entregues diretamente ao público.

Notícia

Durante o desenvolvimento embrionário, os mamíferos (a maioria deles) crescem na cavidade do útero da mãe. Esse ambiente vai se dilatando e desenvolvendo ao...

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.