Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

É oficial. Em 2025, NASA e ESA pousarão em Europa para procurar por vida alienígena

A NASA e a ESA planejam lançar uma missão conjunta à lua de Júpiter, Europa. Este satélite gelado abriga um oceano submerso maior do que aqueles encontrado na Terra, e pode abrigar vida extraterrestre.

De Dom Galeon e Kristin Houser para o Futurism.

Explorando em conjunto

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Descobertas recentes no espaço tornaram a busca pela vida além da Terra mais fácil e mais difícil ao mesmo tempo. À medida que mais exoplanetas e luas com potencial para sustentar a vida extraterrestre aparecem, a probabilidade de encontrar um que realmente sustenta aumenta. No entanto, enviar missões para explorar todos esses mundos potencialmente habitados também se tornou mais difícil.

A NASA e a Agência Espacial Européia (ESA) apresentaram uma solução bastante promissora: as duas agências espaciais reunirão seus recursos para uma dessas missões de exploração. O alvo será Europa, uma das luas de Júpiter, astro que atualmente é considerado um dos melhores candidatos a abrigar vida.

A proposta, apelidada de Missão Conjunta à Europa (JEM), foi inaugurada em 2017, Viena, na Áustria, na reunião anual da União Europeia de Geociências . “A ideia é que, se pensarmos que explorar Europa para a vida é importante, deveria ser uma aventura internacional”, disse à revista New Scientist Michel Blanc, do Instituto de Pesquisa em Astrofísica e Planetologia, de Toulouse, na França . “O objetivo final é chegar à superfície e procurar por bioassinaturas de vida”.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

A vida está embaixo

A perspectiva de vida em Europa aumentou quando se descobriu que a lua tinha um vasto oceano oculto sob sua crosta gelada. Essa descoberta foi reforçada pela observação de plumas de água que escapavam para a superfície. Pesquisadores estimam que Europa ostenta o dobro da água do nosso planeta, então há muito para explorar, e o oceano parece ser mais parecido com o da Terra do que se pensava anteriormente.

O plano é que o JEM seja lançado em meados de 2020, e duraria cerca de seis anos e meio. Os cinco primeiros seriam usados ​​simplesmente para chegar a Júpiter, então mais alguns dias seriam necessários para chegar a Europa.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Ao chegar à órbita de Europa, um módulo de aterrissagem seria lançado para explorar a superfície por 35 dias, examinando amostras de material em busca de vestígios de vida. Enquanto isso, a nave orbital passaria três meses fazendo várias medições para revelar a estrutura básica da Europa, concentrando-se na composição do oceano. Depois disso, o lander poderia colidir com Europa enquanto pega e transmite dados sobre a atmosfera da lua.

Embora tanto a NASA quanto a ESA tenham planos existentes para explorar Europa e as outras luas geladas do sistema solar, o esforço combinado planejado ofereceria uma vantagem única para ambas as agências espaciais. Agrupar seus recursos pode facilitar a identificação de soluções para problemas-chave, como a intensa radiação de Júpiter e a necessidade de garantir que Europa não seja contaminada por organismos da Terra.

“Há grande entusiasmo por isso em ambos os lados”, disse à New Scientist Jakob van Zyl, diretor de exploração do sistema solar da NASA JPL. “O pedido de orçamento está agora com o presidente.”

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Europa é apenas o primeiro objetivo da exploração espacial colaborativa. Missões em potencial para as outras luas de Júpiter, bem como as de Saturno, poderiam muito bem ser desenvolvidas no futuro. Talvez a vida alienígena seja apenas uma parceria formada pela Terra.

Faça um comentário

Notícia

Durante o desenvolvimento embrionário, os mamíferos (a maioria deles) crescem na cavidade do útero da mãe. Esse ambiente vai se dilatando e desenvolvendo ao...

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.