Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde & Bem-Estar

Existe um órgão misterioso escondido no centro da cabeça humana

(SPL/Science Source)

Pesquisadores médicos fizeram uma descoberta surpreendente na cabeça humana. Eles encontraram o que parece ser um misterioso conjunto de glândulas salivares em nossa anatomia. De alguma forma, elas nunca foram percebidas pelos cientistas durante séculos, só agora.

Essas glândulas salivares em nossa anatomia, até então desconhecidas, foram identificadas acidentalmente por médicos na Holanda. A descoberta ocorreu conforme eles faziam exames em pacientes com câncer de próstata de um tipo avançado de varredura chamado PSMA PET / CT.

Esta ferramenta de diagnóstico destaca tumores no corpo, quando combinada a injeções de glicose radioativa. Mas, nesse caso, ele mostrou algo totalmente diferente aninhado na parte traseira da nasofaringe.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Um órgão de longa data na cabeça humana

As pessoas têm três conjuntos de glândulas salivares grandes, explica o oncologista Wouter Vogel, do Instituto do Câncer da Holanda. Até onde sabemos, as únicas glândulas salivares ou mucosas na nasofaringe são microscopicamente pequenas.

Até 1.000 delas estão espalhadas uniformemente por toda a mucosa. Então, a surpresa foi realmente grande ao encontrar esse órgão e nesse local.

glândula tubária
A glândula tubária. (Instituto do Câncer na Holanda)

As glândulas salivares produzem a saliva essencial para o funcionamento do nosso sistema digestivo. A maior parte do fluido é produzido pelas três glândulas salivares principais, conhecidas como glândulas parótida, submandibular e sublingual.

Além delas, existem aproximadamente 1.000 glândulas salivares menores, situadas em toda a cavidade oral e no trato aerodigestivo, mas geralmente muito pequenas para serem vistas sem um microscópio.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Logo, a nova descoberta feita pela equipe de Vogel é muito maior. Mostra o que parece ser um par de glândulas anteriormente esquecido.

Seria ostensivamente o quarto conjunto de glândulas salivares principais, localizado atrás do nariz e acima do palato, perto do centro da cabeça.

Assim, as áreas que se iluminaram também tinham outras características das glândulas salivares, disse o primeiro coautor do estudo, cirurgião oral Matthijs Valstar, da Universidade de Amsterdã.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Glândulas tubárias

Os médicos chamaram o órgão misterioso de glândulas tubárias, por causa da localização anatómica (acima do tórus tubário).

glandulas salivares
(Valstar et al., Radiotherapy and Oncology, 2020)

Essas glândulas tubárias foram vistas nas varreduras PSMA PET / CT de todos os 100 pacientes examinados no estudo. Ainda mais, as investigações físicas de dois cadáveres – um homem e uma mulher – também mostraram a misteriosa estrutura bilateral, revelando aberturas de duto de drenagem macroscopicamente visíveis em direção à parede nasofaríngea.

Até onde os pesquisadores sabem, essa estrutura não se encaixava nas descrições anatômicas anteriores, explicam em artigo.

A hipótese é de que ela funcione com um papel fisiológico para a lubrificação e deglutição da nasofaringe/orofaringe.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Quanto a como as glândulas não foram identificadas anteriormente, os pesquisadores sugerem que seja porque as estruturas estão em um local anatômico pouco acessível sob a base do crânio. Ou seja, tornando difícil distinguir endoscopicamente. É possível que as aberturas dos dutos tenham sido notadas, eles dizem, mas não pelo o que realmente são, um sistema de glândulas maior.

Vídeo mostrando a descoberta de uma nova glândula

Além disso, apenas as técnicas de imagem PSMA-PET/CT mais recentes são capazes de achar uma estrutura assim. A técnica vai além das capacidades de visualização de ultrassom, tomografia computadorizada e ressonância magnética.

O artigo científico foi publicado no periódico Radiotherapy & Oncology.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Mente & Cérebro

Nas últimas décadas, inúmeras pesquisas mostraram a relação entre amamentação e a saúde da criança. Sabe-se, por exemplo, que a amamentação ajuda no desenvolvimento...

Planeta & Ambiente

Nukumi, uma grande fêmea de tubarão-branco marcada no ano passado está cruzando o Atlântico já faz dois meses. De acordo com especialistas, ela pode estar...