Gravidade

A gravidade é a força que atrai dois corpos, um em direção ao outro; é a força que faz os frutos caírem das árvores em direção ao solo; é também o que mantém os planetas em órbita, ao redor do Sol. Neste artigo, vamos entender melhor como funciona a força da gravidade.

A gravidade é uma das quatro forças fundamentais, juntamente com as forças eletromagnéticas, fortes e fracas. 

A força da gravidade é o que faz com que os objetos tenham peso. Por exemplo, quando você se pesa, a balança indica a gravidade da ação do seu corpo. Quanto mais maciço é um objeto, mais forte é sua atração gravitacional. A fórmula para determinar o peso é: peso igual a massa vezes a gravidade (P = m x g).

Na Terra, a gravidade é constante 9,8 metros por segundo ao quadrado, ou 9,8 m / s2. Ou seja, uma pessoa com massa igual a 60 kg na Terra, em outros planetas ou na Lua teria um peso diferente. Exemplificando, na Lua a gravidade constante é 1,67 m / s2, portanto, P = 60 x 1,67 → P = 95,19 N. Já na Terra, o cálculo fica assim: P = 60 x 9,8 → P = 588 N

Porque objetos mais pesados caem mais rápido

Historicamente, filósofos como Aristóteles pensavam que objetos mais pesados aceleram em direção ao solo mais rapidamente. No entanto, experimentos posteriores mostraram que o peso não é razão. 

Por exemplo, uma pena cairá mais lentamente do que um tijolo não por causa do seu peso, mas por conta do arrasto da resistência do ar, que age na direção oposta como a aceleração devido à gravidade.

Teoria da Gravitação Universal

O filósofo inglês Isaac Newton desenvolveu sua Teoria da Gravitação Universal na década de 1680. Ele descobriu que a gravidade atua sobre toda a matéria e é uma função da massa e da distância. Dessa forma, todo objeto atrai qualquer outro objeto com uma força proporcional ao produto de suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre eles. A equação é frequentemente expressa como: Fg = G (m1 ∙ m2) / r2, onde Fg é a força gravitacional; m1 e m2 são as massas dos dois objetos; r é a distância entre os dois objetos; G é a constante gravitacional universal.

Teoria da Gravitacao Universal

As equações de Newton são muito úteis para prever como se comportam objetos como planetas no sistema solar.


Teoria da relatividade

A teoria de Newton sobre a gravitação reinou como a melhor explicação até que Albert Einstein apresentou sua teoria da relatividade geral, em 1915. Na teoria do físico alemão, a gravidade não é uma força, mas a conseqüência do fato de que a matéria distorce o espaço-tempo. Uma previsão da relatividade geral é que a luz se inclina em torno de objetos maciços.

Curiosidades sobre a gravidade

  • A gravidade na Lua é cerca de 16% da gravidade da Terra; Marte possui cerca de 38%; enquanto o maior planeta do sistema solar, Júpiter, tem 2,5 vezes a gravidade da Terra.
  • Embora ninguém “tenha descoberto” a gravidade, diz a lenda que o famoso astrônomo Galileu Galilei fez algumas das primeiras experiências com a gravidade, jogando bolas da Torre de Pisa para ver a rapidez com que caíam.
  • A teoria da relatividade de Einstein pode ser verificada através da curvatura da luz das estrelas perto do sol, durante um eclipse solar em 29 de maio de 1919.
  • A teoria da relatividade geral de Einstein é incompatível com a mecânica quântica, as estranhas leis que governam o comportamento das pequenas partículas – como fótons e elétrons – que compõem o universo.

RELACIONADO

PROPAGANDA

destaques da semana