Connect with us

Hi, what are you looking for?

Tecnologia

Um novo dispositivo portátil revela o calor da pimenta

capsaicina
Dispositivo chamado Chilica-pod detecta os níveis de capsaicina na pimenta malagueta para estimar sua quantidade de calor. (imagem: Pixabay)

Um gadget é capaz de detectar a capsaicina, composto que ajuda a dar ardor para as pimentas. O novo dispositivo em forma de pimentão sinaliza, de forma rápida, se adicionar pimenta à refeição pode deixar sua boca em chamas.

Logo, o nome dele é Chilica-pod e consiste em um dispositivo que detecta a capsaicina, um composto químico que faz a pimenta arder, às vezes, muito. Em geral, quanto maior for a quantidade de capsaicina na pimenta, mais picante ela fica. O pod de Chilica é sensível, então detecta níveis extremamente baixos da molécula ígnea, relataram os pesquisadores na ACS Applied Nano Materials.

Algum dia, o dispositivo poderá ser utilizado para testar refeições cozidas ou pimentas frescas, diz o químico analítico Warakorn Limbut, da Universidade Prince of Songkia em Hat Yai, Tailândia. A utilidade do dispositivo vai além de saber a picância da pimenta: pessoas alérgicas à capsaicina podem usar o gadget para evitar o composto. Ou os agricultores podem testar pimentas colhidas para indicar melhor seu sabor picante, diz ele.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Medição do tempero relativo da pimenta

Normalmente, o tempero relativo da pimenta é transmitido em unidades de calor Scoville. Mas essa medida determinada por um painel de provadores de sabor humano é imperfeita.

Outros métodos mais precisos para determinar também o sabor picante são demorados e com equipamentos caros, o que deixam os métodos inadequados para uma resposta rápida.

O pod Chilica portátil é compatível com smartphone. Ele foi construído por Limbut e seus colegas e seu sensor do instrumento é feito por pilhas de folhas de grafeno.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

LEIA TAMBÉM: 3 maneiras de emagrecer rapidamente com base na ciência

dispositivo portátil
Um dispositivo portátil em forma de pimentão determina os níveis de tempero da pimenta medindo a capsaicina. Imagem: ACS APPLIED NANO MATERIALS

Como ele funciona? Ao adicionar uma gota da solução de pimenta malagueta e etanol no sensor, a capsaicina da pimenta dispara o movimento dos elétrons entre os átomos de grafeno. Quanto mais capsaicina a solução tiver, mais forte será a corrente elétrica através das folhas.

O Chilica-pod registra essa atividade elétrica e, assim que sua haste é plugada em um smartphone, envia as informações para um aplicativo a fim de realizar a análise. O dispositivo pode identificar níveis de capsaicina tão baixos quanto 0,37 micromoles por litro de solução. Um teste mostrou que essa é a quantidade equivalente em uma pimenta sem calor, mostrou um teste.

Disposito Chilica-pod

A equipe de Limbut utilizou o pod de Chilica para medir individualmente seis pimentas secas de um mercado local. As concentrações de capsaicina nas pimentas variaram de 7,5 a 90 micromoles por litro de solução, descobriu a equipe.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Concluindo, ao traduzir para unidades de calor Scoville, o intervalo corresponde ao tempero de pimentas como serrano ou pimenta de Caiena. Essas são variedades suaves em comparação com a ardente Carolina Reaper, uma das pimentas mais quentes do mundo.

O geneticista de plantas e criador de pimenta na New Mexico State University, em Las Cruces, observou que a capsaicina é apenas um dos 24 compostos relacionados ao calor da pimenta. Ele não estava envolvido na pesquisa, mas disse esperar que o dispositivo pudesse ler todos eles.

Estudo publicado na Applied Nano Materials.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.

Mente & Cérebro

Os corvos são considerados modelos de cognição em psicologia animal, e são uma das mais fortes evidências de que a consciência é um fenômeno...

Plantas & Animais

No oceano, no meio dos corais, você pode encontrar esse estranho organismo. Embora muitas vezes se pareça com uma pedra circular esverdeada e brilhante,...

Plantas & Animais

Cientistas descreveram, em um estudo publicado no Journal of Mammalian Evolution, uma nova espécie gigante de um dente-de-sabre, Machairodus lahayishupup, que teria vivido na América do...

Plantas & Animais

Um novo estudo mostrou que os tubarões, assim com as aves, se orientam pelo campo magnético da Terra para realizar migrações de longa distância.