Connect with us

Hi, what are you looking for?

Referência

Por que os morcegos transmitem tantos vírus?

porque morcegos carregam tantos vírus
Imagem: Peter Neumann/ Unsplash

Logo no início da pandemia do COVID -19,  os morcegos foram considerados a provável fonte de transmissão do vírus, no entanto, ainda não foram encontradas evidências que comprovem essa hipótese. O que é fato é que esses mamíferos possuem um sistema imunológico que os permite coexistir com vírus causadores de diferentes doenças.

Tolerância a diversos vírus

Um morcego pode se tornar hospedeiro de muitos vírus diferentes, sem adoecer. Dessa forma, eles são o reservatório natural dos vírus Marburg (provoca febre hemorrágica), Nipah e Hendra (podem causar síndromes respiratórias agudas a encefalites). Esses vírus provocaram surtos de doenças em países africanos, Malásia, Bangladesh e Austrália. Cientistas também suspeitam que sejam o reservatório natural do vírus Ebola. 

Reservatório natural: é quando o hospedeiros apresenta determinada doença em sua forma estacionária, ou seja, sem se desenvolver no interior da célula. Em outras palavras, sem apresentar qualquer sintoma.

A tolerância dos morcegos a diversos vírus é uma de suas muitas características peculiares. Eles são os únicos mamíferos voadores, sendo essenciais na polinização de muitas frutas, tais quais bananas, abacates e mangas. Além disso, os morcegos também são um grupo amplo, constituindo cerca de um quarto de todas as espécies de mamíferos, sendo a maioria frugívoros.

Continua depois da publicidade

LEIA TAMBÉM: Um dinossauro com asas de ‘morcego’ foi descoberto

No entanto, a capacidade de coexistir com vírus pode ter conseqüências perigosas quando humanos comem sua carne ou passam a viver muito próximo de seu território. 

Como os morcegos sobrevivem aos vírus

Compreender como os morcegos carregam e sobrevivem a tantos vírus tem sido uma questão importante para a ciência. Pesquisas recentes sugerem que a resposta pode estar nas adaptações evolutivas desses animais ao voo, que mudaram seu sistema imunológico.

Continua depois da publicidade
Morcego australiano
Imagem: James Wainscoat/ Unsplash

Detecção de DNA

Em um artigo de 2018 da publicação Cell Host e Microbe, cientistas da China e de Cingapura relataram sua pesquisa sobre como os morcegos lidam com algo chamado detecção de DNA

Quando um animal voa, as demandas de energia são tão grandes que as células do corpo quebram e liberam pedaços de DNA que flutuam em torno. Mamíferos, incluindo morcegos, têm maneiras de identificar e responder a esses fragmentos de DNA, que pode indicar uma invasão de agentes causadores de doenças. Porém, em morcegos, como os cientistas descobriram, a evolução enfraqueceu esse sistema, que normalmente ocasiona uma inflamação ao combater o organismo invasor.

LEIA TAMBÉM: 10 das piores epidemias e pandemias da história da humanidade

Os morcegos perderam alguns genes envolvidos nessa resposta do sistema imunológico, tornando-a fraca. Essa resposta enfraquecida pode permitir que os morcegos mantenham um equilibrado entre uma resposta efetiva contra o micro-organismo invasor e uma resposta excessiva, que poderia provocar inflamações, febre, etc.

Continua depois da publicidade

Outros animais também são perigosos?

Roedores, pássaros e primatas também carregam doenças que podem pular para outras espécies. No entanto, sua resistência aos vírus acaba implicando os morcegos em vários surtos de doenças. Além disso, a capacidade de voar os torna abrangentes.

Imagem: José Ignacio García Zajaczkowski/ Unsplash

Em um relatório de 2017 publicado na revista Nature, cientistas da EcoHealth Alliance, relataram que haviam criado um banco de dados de 754 espécies de mamíferos e 586 tipos de vírus. De acordo com o estudo, os morcegos hospedam uma proporção significativamente maior de zoonoses do que todas as outras espécies de mamíferos.

Zoonoses: doenças que se espalham dos animais para os seres humanos

Morcegos não são vilões

Os cientistas enfatizam, no entanto, que os morcegos não são culpados pelos surtos de doenças, embora os morcegos devam ser estudados para que sua fisiologia seja entendida, além de monitorados em prol da saúde pública.

Continua depois da publicidade
Avatar
Publicado por

Adriana Tinoco de Vasconcelos, a.k.a Dri Tinoco, é graduada em Letras através da UERJ e atua como redatora web, revisora de textos, podcaster e youtuber.


Populares hoje

Ciência

Na Paleontologia, encontrar novas peças que pertenceram a milhões de anos atrás é um dos principais objetos de estudo. No entanto, durante uma expedição...

Notícia

Os hominídeos Homo antecessor são parentes bem antigos dos Homo sapiens. Esses humanos ancestrais habitavam vastas regiões da Europa entre 1,2 milhões e 800...