Connect with us

Hi, what are you looking for?

História & Humanidade

Macacos de estimação foram encontrados em cemitério do Egito Antigo

Macacos de estimação no Egito Antigo
(Imagem: Marta Osypińska)

Arqueólogos poloneses descobriram vários esqueletos de macacos que eram animais de estimação no Egito Antigo.

Os antigos gregos e romanos viveram no Egito no primeiro e segundo século DC.

Cemitério com macacos de estimação

Esqueleto de macaco

Esqueleto de macaco. (Imagem: Marta Osypińska)

Arqueólogos da Universidade de Varsóvia encontraram um cemitério de animais no antigo porto de Berenice, na costa do Mar Vermelho do Egito.

De antemão, os restos mortais dos macacos de estimação foram encontrados enterrados com muito cuidado.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

À primeira vista, os pesquisadores estavam trabalhando no local quando descobriram vários desses esqueletos de primatas que datavam do domínio romano na região.

Então, durante anos eles presumiram que os macacos pertenciam a espécies guenon, bem comuns nesta área, segundo o First News.

No entanto, especialistas não identificaram de imediato essas amostras.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Quando os restos mortais foram reexaminados usando scanners e comparados as suas descobertas com espécies de macacos da África e de outros lugares, eles se surpreendam.

Animais de estimação e comércio no Egito Antigo

Egito Antigo

Egito Antigo e o comércio.

Os pesquisadores determinaram que os restos mortais dos macacos eram originalmente da Índia.

A professora Marta Osypinska, uma zooarqueóloga que participou do projeto, disse ao First News que está é uma descoberta única.

Até então, ninguém tinha encontrado macacos indianos em sítios arqueológicos na África.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

O antigo porto de Berenice, onde foi feita a descoberta, era conhecido por suas extensas relações comerciais com a Índia.

Aos tempos dos faraós, o porto era o local de negociação com postos avançados africanos.

O comércio com a Índia foi iniciado quando os Ptolomeus (305 a 30 aC) precisaram de elefantes de guerra para as batalhas intermináveis com o Império Selêucida.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

A relação comercial entre o Egito Antigo e a Índia mais tarde se expandiu para especiarias, têxteis e ouro, com lucros imensos.

VEJA TAMBÉM: Artefatos do Egito Antigo encontrados em monumentos na Arábia Saudita

Macacos de estimação indianos eram símbolos de status no Egito Antigo

macacos de estimação enterrados

Macacos de estimação enterrados. (Imagem: Marta Osypińska)

A professora é citada pelo Daily Express como tendo dito que “já sabíamos que especiarias, têxteis e outras riquezas eram importados da Índia. Acontece que os macacos também.”

A especialista disse à First News acreditar que os influentes romanos viviam em Berenice e queriam tornar o seu tempo agradável na companhia de vários animais. Entre eles também havia macacos.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Os animais exóticos importados teriam sido bem caros, por ser uma posse extremamente rara no Egito Antigo. Portanto, símbolo de status.

A evidência também revela o quanto esses macacos de estimação eram amados.

“Alguns dos macacos de estimação, em particular, foram colocados para descansar com as mãos perto da cabeça, como crianças dormindo”.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Um dos macacos de estimação enterrados foi encontrado coberto com cobertor de lã, enquanto outro foi enterrado com grandes conchas valiosas do primeiro e segundo século DC.

Embora eles tenham sido animais populares, não viveram muito.

Talvez os macacos não tenham recebido comida adequada o suficiente ou não tenham se adaptado ao clima do Egito. Ou simplesmente morreram devido ao estresse.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Esta pesquisa forneceu novos insights sobre o comércio romano com a Índia e, também, sobre o estilo de vida na época do Egito Antigo.

Com informações de Ancient Origins e Smithsonian Magazine.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...

Plantas & Animais

Raças menores de cães geralmente apresentam comportamentos mais instáveis. Pode haver, portanto, diversos motivos para cachorros pequenos serem ferozes.