Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

Futuras missões levarão cinzas humanas para a lua em 2021

peregrine astrobotics leva restos mortais
(Imagem: Astrobotic)

Se tudo correr conforme o planejado, o DNA e os restos mortais do lendário escritor de ficção científica Arthur C. Clarke estarão na lua no próximo ano.

Cinzas humanas na lua

É isso mesmo: restos mortais humanos serão levados para a lua como uma forma de “memorial”. A Astrobotic’s Peregrine Mission One está com lançamento programado para 2021, e levará as cinzas do famoso escritor Arthur C. Clarke, criador de “Uma Odisseia no Espaço”.

Entre as cargas do módulo de pouso robótico Peregrine estão cápsulas contendo quantidades simbólicas de restos mortais cremados e amostras de DNA. Este é um serviço então oferecido pela Celestis, empresa que lança restos humanos cremados no espaço.

Continua depois da publicidade

A próxima missão Luna 02 foi chamada também de “o voo da tranquilidade” para descrever o local de descanso final e de paz de espírito para os falecidos e suas famílias, de acordo com o CEO da Celestis, Charles Chafer. A missão Luna 02 é a então 18ª missão de vôo espacial memorial da empresa.

“Nosso serviço Luna proporciona às famílias e aos amigos (…) um lembrete constante no céu do local final de descanso de um ente querido”, disse Chafer.

VEJA TAMBÉM: Confira playlist da NASA com sons assustadores do espaço

Continua depois da publicidade

Homenagens no espaço

Segundo Chafer, as missões da empresa homenageiam aqueles que desejam fazer uma contribuição para a exploração e utilização pacíficas do espaço. “À medida que a humanidade se expande além dos limites de um único planeta, se torna apropriado que carreguemos nossos rituais, celebrações e memoriais conosco”, disse ele.

Vários cientistas já tiveram seus rituais na lua antes pela empresa. O voo Luna 01 enviou as cinzas do renomado astrogeólogo Eugene Shoemaker para a lua em 1998.

Agora, além de Arthur Clarke, os restos da geóloga lunar Mareta West também estarão a bordo da missão em 2021. A cientista desempenhou papel fundamental na determinação do local para o primeiro pouso humano na lua. Além disso, muitos outros falecidos estarão na viagem espacial memorial. Entre eles, engenheiros aeroespaciais, um metalúrgico, um executivo de linha aérea, um professor de matemática e um professor de química do ensino médio.

Continua depois da publicidade

Um familiar de uma das falecidas a bordo, fez um depoimento no site da Celestis: “Onde quer que estejamos neste mundo, seus irmãos, sua família e seus amigos só precisarão olhar para a lua e sorrir.”

VEJA TAMBÉM: Como a NASA contata as sondas distantes?

Serviços fúnebres espaciais

A Celestis possui vários tipos diferentes de rituais a oferecer. Entre eles, há funerais na órbita da terra e até funerais em que os restos mortais viajam ao espaço e retornam à superfície do planeta. Além disso, existem alternativas incluindo missões no espaço profundo, como expedições à Lua.

Continua depois da publicidade

Os preços variam, portanto, entre US$ 2.500 a US$ 12.500, dependendo da complexidade da missão e da quantidade de restos mortais sendo transportados.

A companhia ainda tem cinco missões marcadas para os próximos dois anos. Os familiares podem inclusive acompanhar todo o processo, desde a decolagem dos foguetes, até o monitoramento em tempo real da espaçonave.

Esses restos mortais são transportados sempre como cargas secundárias. Fazem parte de expedições importantes, como as missões Starlink, da SpaceX, por exemplo. Os técnicos colam pequenas cápsulas cheias de cinzas em componentes de metal, em seguida acoplados a um foguete ou a um satélite.

Continua depois da publicidade

Além disso, existem outras empresas que fazem esse tipo de serviço, como a Aura Flights. Esta, por sua vez, oferece opções de homenagens fúnebres espaciais. Mas, diferente da Celestis, os serviços da Aura contam com balões de gás que levam um vaso com os restos mortais até 30 quilômetros acima do solo. Assim, ao atingir a altitude planejada, o vaso se abre e espalha as cinzas na mesosfera. O sistema também conta com uma câmera, que captura imagens do processo para os familiares.

VEJA MAIS: Grande falha no lançamento do foguete europeu Vega

Informações da Space.com.

Continua depois da publicidade
Avatar
Publicado por

Matheus Gouveia é formado em Engenharia Elétrica e apaixonado por ciência e tecnologia. Atualmente é redator da SoCientífica e autor do blog "DoCaramba!".


Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Surto de vômito entre cães foi identificado por pesquisadores como um novo tipo de coronavírus canino não transmissível a humanos.

Espaço

Após um documentarista divulgar imagens intrigantes acerca de um possível OVNI, o Pentágono confirmou sua autenticidade. Nas filmagens, o objeto voador estava sobrevoando um...

Saúde & Bem-Estar

O alumínio é um metal pesado que não é essencial para o corpo humano. Contudo, esse composto é altamente reativo biologicamente e diversos estudos...

Plantas & Animais

No dia 01 de Abril de 2009 cientistas anunciaram o nascimento do primeiro — e único — animal extinto já ressuscitado. Em um artigo...