Gondwana é um antigo supercontinente extinto que uniu a América do Sul, Antártica, África, Índia, Arábia, Madagascar e Austrália. Gondwana, ao sul de outro supercontinente — a Laurásia —, foi formada pelo desmembramento da Pangeia, um continente antigo que englobava todas as massas de terra não submersas. A existência de ambos os continentes durou até cerca de 180-550 milhões de anos atrás.

Gondwana representava aproximadamente um terço dos continentes de hoje e continha cerca de 60% dos recursos minerais do mundo.

A formação de Gondwana

Durante a Era Paleozoica, a migração de Gondwana do Pólo Sul para o Norte levou ao fechamento do Oceano Rético, que separou Gondwana dos blocos continentais do Hemisfério Norte. A colisão destes dois conjuntos de continentes no Carbonífero, seguida do posterior fechamento dos Urais no Permiano, levou à formação de um supercontinente global, a Pangeia, composto por Gondwana no sul e Laurásia no norte.

O fim de Gondwana

Desde o período Jurássico a Pangeia estava em fragmentação (Gondwana acabou herdando a mesma fragmentação), que, por consequência, evoluiu para a configuração atual dos continentes do Hemisfério Sul.

AVISO: Esta publicação é de divulgação e educação sobre temas relacionados à saúde e não substitui o acompanhamento profissional de um médico, psicólogo, nutricionista ou outro especialista.

PROPAGANDA

Últimas matérias

Próximo Post