Connect with us

Hi, what are you looking for?

Tecnologia

Drone autônomo atacou soldados na Líbia por conta própria

Em março de 2020, um drone autônomo pode ter atacado e até mesmo matado soldados na Líbia, sem controle direto de um ser humano.

Um drone lançado pela Turquia cometeu, em 2020, o primeiro ataque de um robô a seres humanos. Imagem: Thomas Ehrhardt/Pixabay

Desde 2014 a Líbia entrou numa segunda guerra civil pelo poder do país. De um lado o grupo Amanhecer Líbio, apoiado pelo Catar e pela Turquia. Do outro, Exército Nacional Líbio, com o suporte do Egito e Emirados Árabes Unidos. Nesse cenário ocorreu, segundo autoridades, o primeiro ataque de um drone autônomo a seres humanos.

De acordo com o Conselho de Segurança da ONU, um drone equipado com explosivos e armamento atacou um grupo de soldados. Todavia, o robô realizou o ataque sem o controle de um ser humano. Ou seja, o drone foi programado para identificar os alvos e atacar sem alguém no controle-remoto.

Isso faz com que este seja o primeiro ataque de um robô a seres humanos sem o controle de outro ser humano. De acordo com o relatório da ONU, não se sabe se soldados foram feridos ou mortos durante o incidente.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

O exército da Turquia liberou o Veículo Aéreo Não-Tripulado (VANT) do modelo STM Kargu-2 com o objetivo de atingir comboios e outras forças que estivessem de passagem.

Como o algoritmo do drone funciona

A empresa STM, responsável pela fabricação do STM Kargu-2, define o drone como um ‘drone de asas rotatórias capaz de carregar sistema de municiamento. Além do mais, o VANT carrega uma carga explosiva para ataques kamikaze. Basicamente ele funciona como os drones civis, com quatro hélices suportadas por hastes, porém com armamento letal autônomo.

O Kargu-2 possui ainda um sistema de controle remoto, mais uma vez como os drones comuns. A diferença é que o VANT possui uma plataforma baseada em inteligência artificial que permite que o equipamento identifique diversos alvos. Dentre eles seres humanos.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Kargu-2. Imagem: STM.

De acordo com o fabricante, ainda, o Kargu-2 possui alta efetividade contra alvos estáticos ou em movimento. Isso acontece por um sistema de processamento de imagem em tempo real.

Assim como no relatório da ONU, diversos outros já exigiram a intervenção de governos mundiais a respeito de armas autônomas. O Human Rights Watch, ademais, também pediu pelo banimento de armamento completamente autônomo antes de outras eventualidades. A instituição, aliás, vem pedindo restrições nesses equipamentos juntamente a mais de 160 ONG’s desde 2013.

O relatório está disponível no site oficial da ONU.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Mateus Marchetto
Publicado por

Aluno de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Paraná, professor de inglês, apaixonado por ciência e divulgação científica. Me interesso principalmente pelas áreas de microbiologia, bioquímica e bioinformática.

Faça um comentário

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...

Plantas & Animais

Raças menores de cães geralmente apresentam comportamentos mais instáveis. Pode haver, portanto, diversos motivos para cachorros pequenos serem ferozes.