Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Fóssil do maior e mais antigo Tyrannosaurus rex encontrado

Os fósseis do T. rex descobertos revelam um conjunto bastante completo de ossos, incluindo quadris, membros e um crânio completo.

Um dos maiores predadores terrestres que já viveu, o poderoso Tyrannosaurus rex, acaba de coroar um novo rei. Em 21 de março, uma equipe de cientistas da Universidade de Alberta descreveu o maior e mais antigo T. rex já encontrado. O espécime, apelidado de “Scotty”, foi originalmente encontrado em 1991. No entanto, os fósseis, encapsulados em arenito, revelaram-se muito difíceis de serem removidos até 2012, quando foram completamente reaproveitados.

Nem todo organismo se fossiliza depois de morrer. Muitas vezes eles se decompõem antes que o processo de fossilização possa começar. Depois de milhões de anos de estar sujeito a forças ambientais, muitos ossos fossilizados se quebram e se tornam irrecuperáveis. Os fósseis descobertos revelam um conjunto bastante completo de ossos, incluindo quadris, membros e um crânio completo, mas, para um conjunto completo, os paleontólogos ainda precisavam usar o que sabiam sobre a anatomia do T. rex para preencher os espaços em branco. Isso permitiu que o paleontólogo Scott Persons e sua equipe medissem o corpo de Scotty e determinassem seu tamanho, idade e até hábitos com boa certeza.

Ao comparar o tamanho dos ossos com o peso corporal em animais vivos modernos, os paleontólogos podem estimar o peso total de um organismo morto por meio do tamanho dos fósseis. Usando este método, calculou-se que Scotty pesasse quase 8.900 quilos, o peso de 5 carros compactos.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

LEIA TAMBÉM: Dinossauro “mumificado” de 100 milhões de anos descoberto

Para comparação, o T. rex campeão dos pesos pesados anterior, chamado “Sue”, pesava quase 400kg a menos, e o peso médio do T. rex é geralmente entre 4.500 e 7.200 quilos (5 a 8 toneladas). Assim como as pessoas, o T. rex veio em diferentes tipos de corpo. Está claro que Scotty era um indivíduo robusto, mas ele era tão robusto quanto foi descoberto?

Quando fósseis são encontrados, os cientistas estão olhando para uma fatia muito pequena da história da Terra. Assim como quantos ossos de um indivíduo não fossilizam, muitos indivíduos e até espécies inteiras podem não fossilizar. Se o fizerem, podem estar tão deformados quando os descobrirmos que não podemos aprender nada com eles. Isso é o que se conhece por “viés de fóssil”, onde só podemos aprender com o que temos, e o que temos pode não representar com precisão a história.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Fóssil de Scotty sendo exibido em museu.

Quando se trata de fósseis, espécimes maiores são mais fáceis de fossilizar, encontrar e recuperar, e assim eles se tornam mais comuns para os paleontólogos encontrarem. Mas isso também funciona na direção oposta. As espécies maiores costumam ser raras quando estavam vivas, então encontrá-las no registro fóssil é ainda mais raro.

Talvez Scotty não fosse o maior T. rex de todos os tempos, mas ele certamente era um lutador. Quando danificados, os ossos cicatrizarão, e essas cicatrizes se manterão no registro fóssil para que possamos dizer com que frequência um organismo pode ter estado em uma briga. Scotty tem, entre sua costela quebrada e mandíbula infectada, várias marcas de mordida de T. rex em sua cauda, ​​o que implica que ele entrou em brigas com outros T. rexes. Além disso, a idade de um dinossauro pode ser determinada como a idade de uma árvore. Contando os anéis em seus ossos, você pode obter a idade exata de um dinossauro antes de morrer. Usando esse método, parece que Scotty viveu até a idade madura de cerca de 28 anos, uma idade que, para um T. rex, é na verdade bastante antiga. O T. rex geralmente vivia entre 20 e 30 anos de idade.

Talvez Scotty não fosse o mais velho, ou o mais forte, ou o maior T. rex que já existiu, mas ele nos ajuda a entender os extremos que os animais poderiam alcançar. Sempre há uma chance de encontrarmos fósseis ainda maiores, mas, por enquanto, Scotty é o rei dos reis.

O paper foi publicado com o título An Older and Exceptionally Large Adult Specimen of Tyrannosaurus rex por Scott Persons, Phillip j. Curie e Gregory M. Erickson em 21 de março de 2019.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

FONTE: Say hello to Scotty, the oldest and biggest T. rex ever found [Sciworthy]

LEIA TAMBÉM: Um dinossauro com asas de ‘morcego’ foi descoberto

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Elisson Amboni
Publicado por

Fundador dos sites SoCientífica e Revista Quarka. Fotógrafo da Natureza, redator e tradutor. Inclinado à História (Natural e Humana) e Filosofia.

Faça um comentário

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...

Plantas & Animais

Raças menores de cães geralmente apresentam comportamentos mais instáveis. Pode haver, portanto, diversos motivos para cachorros pequenos serem ferozes.