Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Se uma serpente se picar por acidente, ela morre? Descubra

Confira nesse post o mecanismo de defesa das cobras ao seu próprio veneno. (Michael Kleinsasser/Pixabay)

Morder o próprio lábio é uma experiência bem dolorosa. Contudo, imagine que uma cobra se morde por acidente, ou recebe uma picada de outro animal da mesma espécie. O que deveria acontecer nessa situação? A resposta, como quase tudo em biologia, depende.

De fato, a maioria das cobras não sofre pela ação do próprio veneno ou pelo veneno de outros animais da mesma espécie. Esse mecanismo ainda passou por poucos estudos e é difícil entender o que torna uma serpente imune ao seu veneno. Contudo, estudos do final do ano passado mostram que pode haver uma resposta para essa dúvida. Uma resposta biofísica, diga-se de passagem.

Pascal Laurent/Pixabay

Pesquisadores descobriram, nesse sentido, que cobras usam da polaridade de aminoácidos para evitar a ação de certos venenos. Acontece que aminoácidos podem ter diversas cargas eletrônicas, mais positivas ou mais negativas. Por esse motivo, aminoácidos podem também se aproximar ou afastar mais facilmente, uma vez que suas cargas interajam.

Quando uma cobra recebe seu próprio veneno, o organismo altera a produção de alguns aminoácidos, substituindo cargas negativas por positivas. Deste modo, o veneno (em geral positivamente carregado) acaba não sendo absorvido pelas células, ou pelo menos absorvido em menor quantidade. Isso confere a certas serpentes a imunidade a alguns venenos. Essa característica, aliás, já evoluiu mais de 10 vezes de forma independente ao redor do mundo, segundo os autores.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Rabe/Pixabay

Não só a serpente é imune a seu veneno

Na lista dos animais casca-grossa do universo, os rateis certamente ocupam uma posição alta. Esses texugos mal passam dos 30 centímetros de altura e, ainda assim, não pensam duas vezes antes de atacar leões, ursos e cobras venenosas. Notavelmente, esses mamíferos têm certa imunidade ao veneno de diversas cobras. Essa característica, de acordo com o artigo citado anteriormente, é possível por um mecanismo eletrônico parecido de repulsão do veneno.

O artigo está disponível no periódico The Royal Society.

Mateus Marchetto
Publicado por

Aluno de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Paraná, professor de inglês, apaixonado por ciência e divulgação científica. Me interesso principalmente pelas áreas de microbiologia, bioquímica e bioinformática.

Mente & Cérebro

Os corvos são considerados modelos de cognição em psicologia animal, e são uma das mais fortes evidências de que a consciência é um fenômeno...

Plantas & Animais

No oceano, no meio dos corais, você pode encontrar esse estranho organismo. Embora muitas vezes se pareça com uma pedra circular esverdeada e brilhante,...

Plantas & Animais

Cientistas descreveram, em um estudo publicado no Journal of Mammalian Evolution, uma nova espécie gigante de um dente-de-sabre, Machairodus lahayishupup, que teria vivido na América do...

Plantas & Animais

Um novo estudo mostrou que os tubarões, assim com as aves, se orientam pelo campo magnético da Terra para realizar migrações de longa distância.