Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde & Bem-Estar

Os reais benefícios de consumir cafeína regularmente

O consumo regular de cafeína pode, ao contrário do que se pensava, ser de grande benefício para a saúde. (Imagem de Christoph por Pixabay)

A cafeína faz parte da vida cotidiana moderna ao redor do mundo. Sua principal fonte é, claro, o café, mas alimentos como chocolates, chás e bebidas energéticas também possuem quantidades significativas dessa molécula. Nesse sentido, por muito tempo especialistas consideraram a cafeína como uma molécula que acabava prejudicando a saúde se consumida frequentemente. Contudo, não é isso que estudos recentes vêm demonstrando.

(Imagem de Free-Photos por Pixabay)

Inúmeras pesquisas demonstraram que o consumo regular de cafeína, principalmente pelo café ou chás, pode trazer muito mais vantages do que riscos para a saúde de uma pessoa. Para falar brevemente, estudos mostraram que esse consumo pode reduzir o risco de suicídio em até 45% e de doenças neurodegenerativas em até 60%. Ainda há efeitos colaterais pelo consumo em excesso, mas primeiro é preciso entender o que a cafeína faz no seu corpo.

O que é a cafeína e como ela funciona

Falando quimicamente, a cafeína é composta por 8 átomos de carbono, 10 de hidrogênio, 4 de nitrogênio e 2 de oxigênio. É possível encontrar esse composto principalmente em plantas, como a erva-mate, o cacau e o próprio cafeeiro. Em geral, essas plantas produzem a molécula para evitar infestações de lagartas e outras pragas. Contudo, há registros de que os humanos começaram a consumir frutos de café há mais ou menos 1.500 anos, na Etiópia – de onde a planta é nativa.

(Imagem de Daniel Ramirez por Pixabay)

Basicamente o que a cafeína faz no organismo é competir com a adenosina. Essa última é um neuromodulador que quando ativo faz com que haja a sensação de sono e cansaço no nosso corpo. Para isso a adenosina precisa se ligar a receptores no cérebro, e assim você fica com sono. A cafeína, por sua vez se liga nos mesmos receptores da adenosina, evitando que ela faça seu papel de causar sono e cansaço. Ao longo de vários dias, contudo, o cérebro cria novos receptores e a adenosina pode se ligar novamente. Nesse ponto, é preciso consumir uma quantidade maior de cafeína para ter o mesmo efeito.

Um estudo de 2008 também mostrou que o consumo de cafeína pode aumentar a produção de adrenalina no corpo, bem como dopamina e noradrenalina.

Continua depois da publicidade

Benefícios para a saúde

A cafeína, por conseguinte, pode aumentar a atividade cerebral, o que ajuda a prevenir a incidência de doenças neurodegenerativas como o Alzheimer e Parkinson. Nesse sentido, também há uma melhora na memória de curto prazo e nos reflexos de quem consome quantidades significativas dessa molécula diariamente. Além da menor chance de suicídio, consumidores de café e chás acabam tendo uma redução média de 13% na chance de desenvolver depressão.

(Imagem de Foundry Co por Pixabay)

Beber um café expresso pode ajudar também no desempenho durante atividades físicas. Isso porque a cafeína pode ajudar a regular a queima de gorduras, de forma que o corpo consiga manter exercícios físicos por um tempo maior. Não obstante, esse hábito pode ajudar a evitar a diabetes, sobretudo do tipo 2. Além do que se pensa, o consumo regular de bebidas bebidas cafeinadas naturais pode reduzir o risco de derrame em até 20%.

Vale lembrar que o consumo excessivo de cafeína pode causar efeitos colaterais como ansiedade, taquicardia e mesmo gastrite. Para gestantes, o consumo de cafeína não é recomendado, já que a molécula pode atravessar a placenta. Contudo, especialistas afirmam que o consumo de 2 a 4 xícaras de café preto por dia (equivalente a 400mg de cafeína) é a quantidade ideal para ter os benefícios dessa molécula sem sofrer efeitos colaterais significativos, em média.

Continua depois da publicidade
Mateus Marchetto
Publicado por

Aluno de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Paraná, professor de inglês, apaixonado por ciência e divulgação científica. Me interesso principalmente pelas áreas de microbiologia, bioquímica e bioinformática.


Populares hoje

Física & Química

O urânio é um elemento químico famoso pela aplicação em usinas de energia nuclear e bombas atômicas. Esse elemento radioativo tem o número atômico...

Planeta & Ambiente

Os filmes de ficção científica sempre nos fazem imaginar acerca de como seria o mundo caso um alienígena usasse seus “poderes” contra os humanos....

Plantas & Animais

Resgatar um animal é uma tarefa bastante complicada. Agora, imagine ter que salvar uma manada de uma espécie de girafa em extinção, que estão...

Notícia

Há 20 mil anos, a Terra estava passando pela mais recente de suas eras glaciais. Devido a alterações na atmosfera do planeta, enormes coberturas...