Connect with us

Hi, what are you looking for?

História & Humanidade

Caverna guarda primeiras evidências de humanos tomando alucinógenos

representação de alucinógenos naturais
Imagem aprimorada do símbolo na Caverna do Catavento. (Devlin Gandy)

Antes de entrar em transe com alucinógenos naturais, os indígenas californianos provavelmente se reuniam em uma caverna para olhar em direção ao teto rochoso. Esse é o lugar onde um catavento e uma mariposa de olhos grandes estavam pintados de vermelho.

De acordo com um novo estudo, o misterioso catavento é uma representação da delicada flor branca de Datura wrightii, um poderoso alucinógeno que o povo Chumash tomava não apenas para fins cerimoniais. Aparentemente, ele também era usado para fins medicinais e sobrenaturais.

Já a mariposa é uma espécie de mariposa-falcão, conhecida por seu voo intoxicado e “maluco” após engolir o néctar de Datura, disseram os pesquisadores.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Alucinógenos naturais provenientes de uma flor

Globos mastigados que os humanos grudaram no teto da caverna forneceram mais evidências dessas viagens antigas. Ou seja, esses caroços de até 400 anos, conhecidos como libras, tinham as drogas que alteram a mente. As drogas são escopolamina e atropina encontradas em Datura, conforme os pesquisadores relataram.

datura
Datura wrightii. (denisenv / iNaturalist / CC-BY-ND )

Assim, a descoberta marca a primeira evidência clara da ingestão de alucinógenos em um local de arte rupestre. Neste caso, em Pinwheel Cave, Califórnia, eles escreveram no estudo.

No entanto, possivelmente os artistas não estavam alterados ainda quando desenharam essa arte. “É extremamente improvável por causa dos efeitos debilitantes da Datura”, disse o pesquisador principal David Robinson ao Live Science.

Da mesma forma que obras de arte e objetos religiosos em uma igreja, essas pinturas rupestres definiram um cenário e ajudaram as pessoas prestes a entrar em transe na compreensão do poder da flor. Havia também a tradição compartilhada de tomar os alucinógenos naturais naquela caverna em particular, ele disse.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Cerimônia de maioridade

Os arqueólogos aprenderam sobre as pinturas rupestres em 1999. Isso foi quando trabalhadores da Wild Wolves Preserve, uma reserva natural a cerca de 145 quilômetros a nordeste de Santa Bárbara (Estados Unidos) encontraram o cata-vento e o inseto pintado com ocre. Por sua vez, o ocre é um mineral avermelhado usado na arte rupestre ao redor do mundo.

mariposa
Uma mariposa como a Esfinge de forro branco (Hyles lineata), também foi retratada na caverna. (xpda / iNaturalist / CC-BY-SA-4.0 )

À primeira vista, o desenho do cata-vento não parece muito com uma flor de Datura, mas qualquer botânico diria o contrário. A datura, também conhecida como jimsonweed e trombeta de anjo, se desenrola ao anoitecer e amanhecer, ao ser polinizada por insetos. Mas, durante o calor do dia, ela se retorce.

Então, é possível que essa pintura represente uma flor de Datura que se abre, escreveram os pesquisadores no estudo. Eles já sabiam do costume do povo Chumash em usá-la para cerimônias e na vida cotidiana, segundo descrições históricas de trabalhos antropológicos.

Os historiadores acham que Datura foi usada para obter poder sobrenatural medicando, neutralizando eventos negativos e afastando fantasmas. Além de um medicamento para uma variedade de doenças. Também foi colocado em um chá chamado toloache para cerimônias de maioridade para meninos e meninas. Eles tomavam a planta indutora do transe ao marcar a entrada na idade adulta.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Estudo publicado na revista PNAS.

Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Sociedade & Cultura

O povo Tsimane é uma tribo indígena amplamente isolada que vive na Amazônia boliviana.  Estas pessoas levam uma vida muito diferente da nossa. E eles...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...