Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde & Bem-Estar

Veneno de tarântula pode substituir analgésicos opioides

Uma alternativa segura aos analgésicos opioides pode vir do veneno de tarântula. (Edgar Stich / iNaturalist, CC-BY-NC)
Uma alternativa segura aos analgésicos opioides pode vir do veneno de tarântula. (Edgar Stich / iNaturalist, CC-BY-NC)

Talvez você não goste de aranhas, ou sinta pânico em apenas observar estes pequenos artrópodes movendo-se nas paredes, mas um estudo recente mostrou que o veneno de tarântula poderia ser a chave para a produção de um analgésico para substituir opioides de forma eficaz, mas sem os efeitos colaterais prejudiciais, como o vício.

Um grupo de pesquisadores utilizaram o veneno neurotóxico de uma tarântula chamada aranha-de-pássaros-chinesa (Cyriopagopus schmidti ) para produzir uma proteína que atua como um poderoso analgésico que poderia substituir os opioides.

LEIA TAMBÉM: Médicos anunciam cura completa de paciente com HIV

Publicidade. A leitura continua abaixo.

O veneno de tarântula pode tratar a dor sem efeitos colaterais

O fármaco foi testado com sucesso em ratos, mostrando grande eficácia e segurança. Os camundongos que receberam doses do medicamento não apresentaram nenhum efeito colateral prejudicial.

Os opioides são medicamentos derivados do látex das papoilas de ópio, eles estão entre as melhores ferramentas que temos para tratar vários tipos de dor. Alguns exemplos de analgésicos opioides muito utilizados são a morfina, heroína e a codeína. Mas acontece que eles também são extremamente viciantes e podem causar uma overdose mortal.

“Nosso estudo descobriu que uma miniproteína no veneno de tarântula, conhecida como Huwentoxin-IV, se liga aos receptores de dor no corpo”, explicou a bióloga química Christina Schroeder, da Universidade de Queensland, na Austrália.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

LEIA TAMBÉM: Células-tronco humanas curaram diabetes com sucesso em ratos

“Ao usar uma abordagem tripla em nosso projeto de drogas que incorpora a miniproteína, seu receptor e a membrana circundante do veneno da aranha, alteramos essa miniproteína, resultando em maior potência e especificidade para receptores específicos de dor”.

O futuro

Embora o medicamento se mostre promissor, ele está longe de estar pronto. Mais análises são necessárias e pode levar anos até que seja seguro testá-lo em humanos.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“Embora os opioides sejam eficazes na produção de alívio da dor, eles trazem efeitos colaterais indesejados, como náusea, constipação e risco de dependência, colocando um fardo enorme para a sociedade”, disse a Dra. Schroeder.

O estudo foi publicado no Journal of Biological Chemistry, clique aqui para acessá-lo.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Avatar
Publicado por

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Mente & Cérebro

Nas últimas décadas, inúmeras pesquisas mostraram a relação entre amamentação e a saúde da criança. Sabe-se, por exemplo, que a amamentação ajuda no desenvolvimento...

Planeta & Ambiente

Nukumi, uma grande fêmea de tubarão-branco marcada no ano passado está cruzando o Atlântico já faz dois meses. De acordo com especialistas, ela pode estar...