Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Tubarão de duas cabeças encontrado no Golfo do México

(Imagem: Patrick Rice, Shark Defense, Florida Keys Community College)

Uma divisão embrionária que não terminou bem deu origem a um tubarão de duas cabeças. É da espécie tubarão buldogue, chamada ainda de tubarão do Zambeze, que pode ter um irmão siamês. Ele mede 3,4 metros e é bastante pesado, vivendo em águas tropicais, podendo nadar por águas salgadas e águas frescas.

Essa é uma espécie que está cada vez mais ameaçada, já que muitos deles vem sendo pescados, para o consumo de sua carne, do seu coro e até mesmo do fígado. O tubarão de duas cabeças foi encontrado no Estreito da Flórida, era uma fêmea que foi capturada e contava com um embrião diferente.

O pescador que encontrou a mamãe tubarão e o tubarão de duas cabeças compartilhou a descoberta com pesquisadores da Universidade de Michigan. Todos os resultados foram publicados no Journal of Fish Biology. Esse é um caso extremamente raro, somente seis foram encontrados no mundo com duas cabeças e nenhum deles era dessa espécie, eram casos de tubarões azuis e milanders.

Continua depois da publicidade

Como é o tubarão de duas cabeças?

Pesquisadores dizem que o tubarão foi fruto de uma bifurcação axial. Aconteceu uma transformação incompleta, o embrião até começou a se dividir, mas por alguma razão não explicada, o processo não terminou. Ou seja, dois corpos ficaram grudados em apenas um.

É uma condição bastante rara, mas que pode acontecer com qualquer tipo de animal, até mesmo com seres humanos. Cientistas utilizaram ressonância magnética para analisar o corpo do tubarão, revelando que ele tinha ainda dois corações e dois estômagos separados. Contava somente com um corpo e uma cauda normal.

(Imagem: Patrick Rice, Shark Defense, Florida Keys Community College)

Se o animal tivesse sobrevivido, provavelmente não teria vida longa na natureza. Tubarões são predadores ferozes, que precisam agir rápido para atacar peixes menores, que são mais ágeis. Os pesquisadores imaginam que com as duas cabeças ele não poderia durar muito tempo. E tem outro fator que complicaria a sua vivência: o corpo era menor do que a média dos tubarões buldogue.

O que levou a má formação?

Os cientistas ainda realizaram mais estudos para identificarem o que levou a má formação neste tubarão. Existem diversos relatos de animais com duas cabeças, principalmente de cobras, que são tratadas como iguarias por muitos criadores. Existe até mesmo um mercado negro relacionado com animais deformados.

Continua depois da publicidade

Essa foi a primeira vez que encontraram um tubarão de duas cabeças no Golfo do México. Na época que foi encontrado havia o derramamento de óleo em uma plataforma nas proximidades, ainda assim, um dos autores da publicação, Michael Wagner, acredita que essa afirmação não pode ser justificada.

Conheça o tubarão buldogue

Se o tubarão de duas cabeças tivesse sobrevivido, então ele poderia viver até 32 anos, nadando por águas com profundidade de 152 metros e chegando até 300 quilos. É uma espécie espalhada por diferentes partes do mundo, indo desde águas tropicais até outras partes, como no Oeste do Atlântico, passando pela Argentina, Marrocos e outros países da África.

O grande problema é que eles têm sido alvos cada vez mais frequente dos predadores.

Continua depois da publicidade
Erik Behenck
Publicado por

Erik Behenck é jornalista, adora novas descobertas e apaixonado pela escrita.


Populares hoje

Mente & Cérebro

Pela primeira vez, pesquisadores conseguiram estudar o momento em que a morte cerebral se torna irreversível no corpo humano, observando o fenômeno em vários...

Plantas & Animais

No fim da década passada, em 2007, cientistas russos, húngaros e norte-americanos recuperaram sementes congeladas de Silene stenophylla, enquanto avaliavam aproximadamente 70 antigas tocas...

Mundo Estranho

Esta semana moradores da cidade de Cracóvia, na Polônia teriam se trancado em casa assustados com uma ‘criatura aterrorizante’ que estaria escondida nas árvores perto...

História & Humanidade

100.000 anos atrás, um grupo de 36 neandertais caminhou ao longo de uma praia no sul da Espanha. Durante a caminhada, vários indivíduos deixaram...