Connect with us

Hi, what are you looking for?

História & Humanidade

Rei Leônidas de Esparta e a batalha épica dos 300 nas Termópilas

Rei Leônidas de Esparta cena do filme meme
Captura de tela de uma cena do filme "300" de Zack Snyder.

O filme 300, dirigido por Zack Snyder e estrelado por Rodrigo Santoro, de 2007, colocou a Batalha das Termópilas entre as mais famosas de todos os tempos. A produção cinematográfica até conta um pouco da história, embora boa parte do enredo seja fantasioso. Os 300 guerreiros eram liderados pelo rei Leônidas de Esparta, mas quem foi ele?

O rei Leônidas de Esparta

Conforme o historiador grego Heródoto, Leônidas de Esparta era filho do rei Alexandridas e sua primeira esposa, uma mulher cujo não se sabe o nome e que era sobrinha do rei. Ele não era o filho mais velho, existiam dois irmãos antes na corrida pelo trono. A segunda esposa foi a primeira a dar à luz a um menino, Cleomenes, e depois a primeira, quando nasceu Dorieus.

Heródoto sugeriu que um boato contava que Leônidas e Cleobrotus eram gêmeos, este era outro irmão do futuro rei. Na sequência, sua ascensão ao trono de Esparta aconteceu em 489 a.C. Como ele era o terceiro filho, as chances de chegar ao poder supremo eram escassas, isso foi “o resultado de uma situação imprevisível”, descreveu Heródoto.

Continua depois da publicidade
rei-leonidas-de-esparta.jpg2
Foto: Praxinoa/ CC BY SA 3.0

Assim que Alexandridas morreu, o trono foi assumido por Cleomenes. Contudo, ele morreu sem deixar um herdeiro masculino, enquanto Dorieus faleceu em uma expedição na Sicília. Dessa forma, sobrou apenas Leônidas, terceiro filho mais velho de Alexandridas, para assumir o trono. Outro detalhe é que ele se casou com a filha de Cleomenes, Gorgo.

A guerra entre gregos e persas

Alguns anos antes de sua ascensão os persas haviam invadido a Grécia, sobretudo nas cidades-estados de Atenas e Erétria, devido ao apoio que estas deram as cidades da região de Iônia durante uma revolta contra o domínio persa. A invasão acabou em 490 a.C., com vitória ateniense na Batalha de Maratona.

O rei Dario I, da Pérsia, não demorou para montar um exército e atacar o rival com força máxima. Por mais que existissem guerras internas na Grécia, a busca por alianças foi algo necessário para evitar prejuízos com uma nova invasão.

Dario I não conseguiu executar o seu plano, já que foi morto em uma batalha anterior. Seu filho Xerxes assumiu o trono e em 480 a.C. havia constituído um exército com aproximadamente 150 mil homens e 600 navios. Dessa forma, lançou sua ofensiva contra os gregos no que hoje é conhecido como Batalha das Termópilas.

Continua depois da publicidade
Rei Leônidas de Esparta e a batalha de Termópilas
Pintura de Jacques-Louis David sobre a Batalha das Termópilas. Imagem: Domain.

A Batalha das Termópilas

A Batalha das Termópilas durou três dias, sendo que nos dois primeiros os gregos conseguiram manter a linha de frente e impediram que os persas atravessassem a passagem estreita. Além disso, eles possuíam escudos mais pesados e lanças mais compridas, dando vantagem contra os persas nesse começo.

Os espartanos utilizaram a estratégia do recuo, para permitir que os persas os perseguissem. Assim, viravam depressa e atavam de surpresa, o que foi eficaz para liquidar muitos inimigos.

Tudo ia muito bem, até que um grego chamado Ephialtes revelou aos persas um caminho ao redor da montanha, em direção à parte de trás onde estavam os guardas. Então Xerxes enviou os seus soldados por este caminho, contornando o espaço onde estava o exército grego.

Quando o rei Leônidas soube da notícia, tomou uma decisão debatida até hoje: liberou alguns soldados, mas manteve 300 espartanos, 700 tespianos e 400 tebanos na batalha. O rei decidiu ficar junto de seus homens, o que Heródoto classifica como um ato de coragem, outros historiadores dizem que isso serviu para dar tempo aos aliados de escaparem.

Continua depois da publicidade

No último dia de batalha os persas estavam atrás da posição grega, cercando-os em duas direções. Desse modo, todos os soldados foram mortos, assim como o rei Leônidas de Esparta. Por fim, a história conta que Xerxes mandou arrancarem a cabeça do rival e colocá-la em um poste, algo que mostrava a força de Leônidas, já que os persas costumavam tratar os rivais com honra.

Com informações de Ancient Origins.

Continua depois da publicidade

Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Uma empresa israelense chamada CorNeat Vision desenvolveu uma córnea sintética e permitiu a um homem de 78 anos, cego há dez anos, recuperar totalmente...

Tecnologia

Muitos especialistas em estratégia militar alertam que as guerras do futuro não serão terrestres, mas confrontos sob o signo da inteligência artificial e do...

História & Humanidade

Os sapiens não são a única espécie humana que já circulou pela Terra, embora hoje só nós estejamos vivos. Fora os sapiens, a espécie...

História & Humanidade

Nós possuímos, em nosso DNA, registros de um ancestral misterioso, que acasalou com espécies humanas há aproximadamente um milhão de anos.