Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Por que alguns animais dormem tanto?

animais dorminhocos
Animais dorminhocos. (imagem: Pixabay)

Alguns animais costumam ser vistos dormindo mais do que o considerado normal, enquanto outros dormem muito menos. Gatos domésticos dormem muito, mas elefantes selvagens seguem acordados por mais tempo. Cenas de um cachorro roncando à tarde no chão da sala, morsas cochilando de barriga para cima na praia, leões espalhados no Serengeti tirando um cochilo e hipopótamos dormindo em um banco de lama são corriqueiras.

Porém, essas cenas de sono podem levantar a reflexão: por que esses e outros mamíferos dormem muito mais que os humanos? Eles realmente precisam dormir mais? Estão dormindo enquanto podem? Os humanos deveriam dormir mais também?

Na verdade, ninguém sabe. Embora constantemente estudado, o sono é um dos grandes mistérios que a ciência moderna ainda não desvendou completamente.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Propósito final do sono

cachorros dormindo
Imagem: Pixabay

“Nós realmente não sabemos para que serve o sono”, disse o Dr. David Raizen, professor associado de neurologia da Escola de Medicina Perelman, Universidade da Pensilvânia, ao Live Science. Raizen também disse que os cientistas identificaram relações entre o sono e a função animal, como certos tipos de sono aumentando a capacidade de uma criatura lidar contra doenças ou consolidando memórias.

No entanto, essas associações não descrevem necessariamente o propósito final do sono e podem ser enganosas. Por exemplo, um morcego marrom que dorme 20 horas por dia não pode ser considerado um gênio, fazendo referência a ideia de que o sono serve ao aprendizado e à memória.

Da mesma forma, um estudo de 2017 publicado na revista PLOS One descobriu que os elefantes dormem apenas duas horas por dia, mas sabe-se o quanto eles são inteligentes e com memórias muito boas. Assim, o argumento sobre a função central do sono tem sido usado mediante a diferença na quantidade dele.

Entretanto, como o elefante é perfeitamente funcional com apenas duas horas, enquanto um humano típico precisa do quádruplo disso?

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Importância do sono para os animais

Mas Raizen ressalta que o sono tem uma função central, mesmo mal compreendido. O sono foi observado em todos os animais já estudados pela ciência, tornando-o tão universal em todas as formas de vida quanto a ingestão de energia. Estudos também mostraram que os corpos de vários animais começam a se decompor se eles forem continuamente privados de sono, sugerindo a essencialidade dele.

Então, sendo essencial, por que nem sempre a quantidade de horas de sono é fundamental, especialmente em animais próximos, como os mamíferos? O sono nos mamíferos tem a ver com o tamanho do corpo e a dieta, de acordo com um estudo de 2005 na revista Nature.

Em muitos estudos sobre esse assunto, os cientistas observaram que menos sono está correlacionado com tamanhos corporais maiores. Essa correlação é mais forte e extrema entre os herbívoros do que entre os carnívoros.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Uma razão para isso pode ser o tamanho do animal. Sendo maior, ele precisa de mais calorias e, consequentemente, mais tempo para se alimentar. Assim também, os herbívoros tendem a depender de alimentos menos densos em calorias comparado aos carnívoros. Portanto, precisam engolir muito mais.

Concluindo, isso poderia explicar, em parte, a evolução do elefante sobrevivendo a um sono com duração de duas horas por dia, disse Raizen. Mas a questão está longe de ser resolvida, já que o sono é complexo, difícil de medir em animais selvagens e ainda mais difícil é interpretá-lo.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.

Mente & Cérebro

Os corvos são considerados modelos de cognição em psicologia animal, e são uma das mais fortes evidências de que a consciência é um fenômeno...

Plantas & Animais

No oceano, no meio dos corais, você pode encontrar esse estranho organismo. Embora muitas vezes se pareça com uma pedra circular esverdeada e brilhante,...

Plantas & Animais

Cientistas descreveram, em um estudo publicado no Journal of Mammalian Evolution, uma nova espécie gigante de um dente-de-sabre, Machairodus lahayishupup, que teria vivido na América do...

Plantas & Animais

Um novo estudo mostrou que os tubarões, assim com as aves, se orientam pelo campo magnético da Terra para realizar migrações de longa distância.