Connect with us

Hi, what are you looking for?

piratas de verdade atuaram por anos
piratas de verdade atuaram por anos

História & Humanidade

Conheça 5 piratas famosos que dominaram os mares

A franquia Piratas do Caribe faz extremo sucesso, mas realmente houve uma Idade de Ouro da Pirataria. Homens e mulheres faziam fortunas incalculáveis em ouro, prata, joias e mercadorias, navegando pelos 7 mares. Alguns ganharam tanta fama que ainda são lembrados no imaginário popular.

O mar era uma área ocupada não apenas por piratas, como também por corsários, lutadores pela liberdade e alguns que eram, bom… apenas ladrões e assassinos. Mas, todos eles se destacaram durante algum período, tanto que são tratados como referências em navegação.

Continua depois da publicidade
o capitão Morgan um dos maiores piratas de todos
Imagem: Domínio público.

1.     Capitão Morgan: Bebendo no sucesso

O capitão Morgan (do País de Galês, 1635-1688 d.C) se tornou uma marca de rum bem conhecida. Henry Morgan tem uma infância desconhecida, embora os historiadores concordam que ele nasceu em uma família de agricultores. Além disso, o mistério também envolve o que o levou a ser um corsário.

Existe uma história de que o capitão Morgan ordenou que seus homens trancassem os moradores de Porto Príncipe, na época pertencente a Cuba, dentro de uma igreja, para que pudessem saquear a cidade sem impedimentos. Mas, a maior conquista foi a Cidade do Panamá, usando 30 navios e 1.200 homens.

Imagem: Oxigênio Tetuão.

2.     Sayyida al-Hurra: reverenciada a ninguém

Sayyida al-Hurra (ibérica, 1485-1561 d.C.) foi uma pirata que se converteu ao islamismo, ela possuía uma ótima educação, sendo boa em matérias como matemática, teologia e línguas. Aliás, Sayyida al-Hurra significa “dama nobre que é livre e independente; a mulher soberana que não se curva a nenhuma autoridade superior”.

Em algum momento se tornou pirata e embora não tenha conseguido enfrentar os espanhóis e portugueses, causou estragos no comércio marítimo. Além disso, firmou parceria com Oruç Reis (irmão de Barba Ruiva) e foi derrubada por seu genro, perdendo suas propriedades e poder.

Imagem: Allen & Ginter.

3.     Barba Negra: O Homem Selvagem do Mar

Barba Negra é um dos piratas mais conhecidos de todos os tempos. Registrado como Edward Teach (da Inglaterra, 1680-1718 d.C.), quando pirata impôs um ritmo selvagem para as batalhas. Ele contava com pistolas e adagas em seu peito, enquanto segurava duas espadas. Além de enrolar fusíveis fumegantes na longa barba.

Sob seu comando, o grupo que liderava conseguiu capturar mais de 40 navios mercantes no Caribe, sendo que muitos prisioneiros foram mortos. Quando o Barba Negra foi capturado pela Marinha Real, sua cabeça foi arrancada e erguida em uma estaca, servindo de aviso para outros companheiros do mar.

Continua depois da publicidade
Imagem: Domínio público.

4.     Redbeard: The Barbarossa Brothers

O grego Hayreddin Barbarossa (1466/1478-1546 a.C.) é um dos piratas mais conhecidos da sua época, fazendo muito sucesso durante o período glorioso do Império Otomano. O homem tinha três irmãos e todos eles viraram piratas, conquistando riquezas e fama, sempre em busca de ataques em navios europeus no Mar Mediterrâneo.

Barbarossa e sua equipe conquistaram a cidade de Argel, no norte da África e firmaram um acordo com os otomanos para se protegerem dos espanhóis. Em 1518 seus irmãos foram mortos durante um combate. Assim, Hayreddin herdou o apelido do irmão, “Barbarossa” e continuo servindo o Império Otomano.

Foto: Suzanne Mischyshyn / Estátua da Graça O’Malley.

5.     Grace O’Malley: The Irish Rover

A irlandesa Grace O’Malley (1533-1603 d.C.) era filha de um nobre comerciante do mar e após a morte do pai, herdou o negócio de transporte marítimo. De fato, essa pirata nunca aceitou os rótulos dados às mulheres no século 16, e sempre abraçou uma vida no mar. Assim, comandou a sua frota de navios mercantes.

Com a renda do negócio e mais as terras herdadas de sua mãe, fizeram com que se tornasse rica e politicamente poderosa. Desse modo, Grace comandou cerca de 20 navios em ataques contra clãs rivais e outros navios mercantes. A atuação seguiu até os 56 anos, quando foi capturada, só que conseguiu ser libertada em uma petição à rainha e viveu mais alguns anos.

Com informações de Ancient Origins.

Continua depois da publicidade

Populares hoje

Tecnologia

Muitos especialistas em estratégia militar alertam que as guerras do futuro não serão terrestres, mas confrontos sob o signo da inteligência artificial e do...

Planeta & Ambiente

Estranho fenômeno nada mais é que uma ilusão de ótica.

Tecnologia

Chegamos a um ponto de virada na sociedade. Segundo o renomado físico teórico Michio Kaku, os próximos 100 anos de ciência determinarão se perecemos ou prosperaremos. Será...

Plantas & Animais

Há aproximadamente 400 anos houve uma grande onda de frio que assolou todo o globo terrestre. O gelo atingiu a ilha de Ellesmere no...