Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Pesquisadores chineses criam tecnologia segura de edição genética que evita preocupações éticas

Pesquisadores chineses criaram uma tecnologia segura e eficiente para editar RNA, o que poderia evitar, em grande parte, efeitos colaterais e preocupações éticas de tecnologias anteriores de edição de genes. 

A realização foi divulgada na revista Nature Biotechnology na segunda-feira, mais de meio ano após o cientista chinês He Jiankui ter afirmado que ele havia criado os primeiros gêmeos imunes ao HIV, causando um furacão de ética global de condenação e desprezo. 

A tecnologia que ele aplicou é chamada CRISPR-Cas9, que foi adaptada de um sistema natural de edição de genoma em bactérias. A enzima Cas9 – uma proteína que desempenha um papel vital na defesa imunológica de certas bactérias contra os vírus de DNA – seria introduzida no corpo humano para cortar o DNA dos vírus.  

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Essa tecnologia depende da entrega de proteínas exógenas ou RNAs modificados quimicamente, o que pode levar a uma atividade efetora aberrante, barreira de entrega ou imunogenicidade, disse Wei Wensheng, biólogo da Universidade de Pequim e principal pesquisador da mais recente tecnologia, ao Global Times na quarta-feira. 

Pelo contrário, a mais recente tecnologia, denominada ADAR endógena para edição programável de RNA (LEAPER), faz uso de proteínas nativas e não modifica o DNA diretamente, portanto, não traria mudanças hereditárias e é preciso e seguro, Zhou Zhuo, outro membro da equipe de pesquisa, disse ao Global Times. 

O LEAPER emprega RNAs modificados para recrutar enzimas nativas para alterar uma adenosina específica em inosina, de acordo com o site da Nature Biotechnology. 

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Experimentos em nível celular nos últimos dois anos mostraram que a LEAPER alcançou eficiências de edição de até 80%, de acordo com Zhou. Ele disse que a equipe agora está testando o LEAPER em ratos. 

O LEAPER é ativo em um amplo espectro de tipos de células, incluindo vários tipos de células primárias humanas, e pode restaurar as células deficientes de pacientes com síndrome de Hurler sem evocar respostas imunes inatas, disse ao site da Nature Biotechnology. 

Como um sistema de molécula única, o LEAPER permite a edição precisa e eficiente de RNA com ampla aplicabilidade para terapia e pesquisa básica, disse o site.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

FONTE / GlobalTimes

Redação
Publicado por

A SoCientífica, abreviação para Sociedade Científica, nasceu em agosto de 2014 da vontade de decifrar as novidades no mundo científico e transmiti-las para uma sociedade que depende da ciência e tecnologia mas que sabe muito pouco sobre elas. Em um momento em que a desconfiança está se sobressaindo e novas ondas negacionistas de evidências surgem, a SoCientífica está empenhada em ajudar a trazer iluminação para a sociedade novamente.

Faça um comentário

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Mente & Cérebro

Nas últimas décadas, inúmeras pesquisas mostraram a relação entre amamentação e a saúde da criança. Sabe-se, por exemplo, que a amamentação ajuda no desenvolvimento...

Planeta & Ambiente

Nukumi, uma grande fêmea de tubarão-branco marcada no ano passado está cruzando o Atlântico já faz dois meses. De acordo com especialistas, ela pode estar...