Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde & Bem-Estar

Como perder peso rapidamente, segundo a ciência

Perder peso parece ser algo muito difícil, ainda mais para certas pessoas. Mas, a ciência garante que existem métodos que podem lhe ajudar

perder peso
Essas técnicas vão ajudar você a reduzir as medidas.

Na internet é possível encontrar diversas dietas mirabolantes, com suplementos, e-books com receitas e muitas outras coisas. Muitas delas realmente fazem efeito e entregam um bom resultado para as pessoas. Hoje você vai descobrir como perder peso rapidamente segundo a ciência.

Jejum intermitente ajuda a perder peso

Para perder peso rapidamente, tente o jejum intermitente
(Foto: Thinkstock)

O jejum intermitente é um famoso padrão de alimentação que envolve jejuns regulares curtos e o consumo de refeições. De fato, estudos já mostraram que ao realizar esse sistema por 24 semanas é possível reduzir o peso. Existem três métodos interessantes:

Jejum alternativo: neste caso você deve jejuar por dias alternados, comendo normalmente em dias sem jejum. Mas, você deverá consumir somente entre 25% e 30% de seu consumo normal.

Dieta 5: a cada 7 dias, 2 devem ser de jejum. Quando em jejum, consuma de 500 a 600 calorias.

Continua depois da publicidade

Método 16/8: você vai jejuar por 16 horas e comer apenas durante 8 horas por dia. Assim, boa parte das pessoas preferem adotar a janela entre 12h e 20h.

Nos dias que não estiver em jejum é importante não comer demais, já que isso é prejudicial para o seu planejamento.

Dieta e exercício

Para perder peso é preciso ter noção de tudo o que você come e bebe todos os dias. Então, tente registrar todos os itens em um diário, para que assim possa fazer ajustes.

Continua depois da publicidade
Dieta e exercício são esseciais para perder peso rapidamente
(Imagem: Ketut Subiyanto / Pexels)

Estão entre os aplicativos mais populares aqueles que falam sobre dietas, atividades físicas e voltados para a perda de peso. Um estudo recente indicou que as atividades físicas de maneira consistente ajudam na perda de peso. Assim como um estudo de revisão encontrou a relação entre a perda de peso, uma boa alimentação e os exercícios praticados.

Para perder peso, coma proteínas no café da manhã

As proteínas são interessantes para regular o nosso apetite, fazendo com que as pessoas se sintam satisfeitas antes. Assim, isso acontece devido a presença do hormônio da fome, grelina, e ao aumento do peptídeo YY, GLP-1 e colecistocinina, um hormônio de saciedade.

É sabido que um café da manhã reforçado com proteínas pode fazer com que a pessoa passe horas sem vontade de comer. Então, tente adicionar ovos, aveia, manteigas de nozes e sementes de quinoa em seu cardápio matutino.

Perder peso rapidamente
(Imagem: Trang Doan / Pexels)

Um bom sono

Diversos estudos já mostraram que pessoas que dormem menos do que 5 ou 6 horas por dia possuem mais tendência para a obesidade. Assim, é sugerido que o processo de conversão de calorias em energia é reduzido nestes casos. A falta de sono pode também elevar a produção de insulina e cortisol, que ampliam o armazenamento de gordura.

Reduza os níveis de estresse

O estresse libera hormônios como adrenalina e cortisol, que ajudam a reduzir o apetite. Contudo, o cortisol pode ficar na corrente sanguínea por mais tempo, fazendo com que o apetite cresça.

Continua depois da publicidade

Enquanto isso, a insulina transporta o açúcar dos carboidratos do sangue para os músculos e para o cérebro. Quando o corpo não utiliza esse açúcar, é armazenado como gordura.

Com informações de Medical News Today.

Continua depois da publicidade

Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Uma empresa israelense chamada CorNeat Vision desenvolveu uma córnea sintética e permitiu a um homem de 78 anos, cego há dez anos, recuperar totalmente...

Tecnologia

Muitos especialistas em estratégia militar alertam que as guerras do futuro não serão terrestres, mas confrontos sob o signo da inteligência artificial e do...

História & Humanidade

Os sapiens não são a única espécie humana que já circulou pela Terra, embora hoje só nós estejamos vivos. Fora os sapiens, a espécie...

História & Humanidade

Nós possuímos, em nosso DNA, registros de um ancestral misterioso, que acasalou com espécies humanas há aproximadamente um milhão de anos.