Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

O habitat dos ornitorrincos diminuiu em 22% desde a década de 1990

(Pixabay).

Os estranhos ornitorrincos – o único mamífero que possui bico e coloca ovos no mundo – são endêmicos da Austrália continental e das ilhas australiana; ou seja, eles só existem ali, e em nenhum outro local. Portanto, eles são ainda mais sensíveis à perda de habitat, já que não há para onde fugir. E, no entanto, tristemente o  habitat dos ornitorrincos diminuiu em 22% desde os anos 1990.

Quem concluiu isso foi um relatório intitulado ‘Platypus in decline’ (Ornitorrincos em declínio), assinado pela Australian Conservation Foundation, uma organização não governamental que ajuda na conservação ambiental nacional na Austrália, em apoio com a WWF-Australia e Humane Society International Australia, além de cientistas da University of New South Wales.

O relatório indica a dramática redução no habitat do animal nesses últimos 30 anos e o classificam como um animal vulnerável, pelas leis ambientais da Austrália, e pedem que o governo a classifique assim oficialmente. A notícia é chocante, pois pela natureza mais afastada do ornitorrinco, os cientistas não o monitoraram tanto quanto deviam, conforme afirma o The Guardian. Dessa forma, a tarefa de quantificar o declínio das populações de ornitorrinco tornou-se bastante difícil. 

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Grave declínio no habitat dos ornitorrincos

Pela raridade de dados com bastante detalhes, os cientistas fizeram o possível. Eles compilaram todos os dados disponíveis sobre os ornitorrincos – população, distribuição, ocorrência, e quaisquer outros dados que ajudassem a estimar a área de habitação. 

Distribuição do ornitorrinco em 2012. (Tentotwo / Wikimedia Commons).

Eles descobriram que desde os anos 1990, o habitat do ornitorrinco diminuiu em quase 200 mil quilômetros quadrados (199.919 km quadrados, para ser mais exato. Isso equivale a três vezes a área da Tasmânia, uma ilha australiana de tamanho considerável, que também é habitat do ornitorrinco. Essa área perdida se aproxima, por exemplo, ao tamanho do estado de São Paulo, que possui 248 mil quilômetros quadrados. 

“Em termos das maiores causas dessas quedas, a grande preocupação é que elas não pararam de verdade e parecem estar em andamento e até piorando”, diz o ecologista Tahneal Hawke ao The Guardian. “Esperamos [no sentido de estimar] que as quedas continuem”.

“Proteger o ornitorrinco e os rios dos quais depende deve ser uma prioridade nacional para um dos animais mais icônicos do mundo”, diz o autor principal da pesquisa, Richard Kingsford, à BBC. “Há uma preocupação real de que as populações de ornitorrincos desapareçam de alguns de nossos rios sem voltar, se os rios continuarem se degradando com secas e represas”.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

A polêmica da proteção ambiental na Austrália

Se ninguém tomar nenhum atitude, o animal reduzirá em até 66% até o ano de 2070, conforme o relatório. No momento, União Internacional para a Conservação da Natureza classifica o ornitorrinco como ‘quase ameaçado’. No entanto, os governos federais e estaduais da Austrália não agiram de nenhuma forma. Agora, os conservacionistas querem pressionar mais.

No país, o debate ambiental segue uma grande polêmica, ainda antes do relatório. Os incêndios na Austrália entre o final de 2019 e início de 2020 levantaram ainda mais o debate ambiental por lá, assim como ocorre no  Brasil – diversas alas políticas em uma eterna discussão. A Austrália lidera, por exemplo, a extinção de mamíferos.

Um projeto de lei corre para transferir o poder da legislação ambiental da Austrália para os governos estaduais e regionais do país. No entanto, os partidos e grupos trabalhistas, verdes e ambientais australianos não gostaram da ideia e consideram como um retrocesso para as políticas ambientais do país.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Em defesa do governo, o gabinete do ministério do Meio Ambiente da Austrália disse que o governo reservou 1 milhão de dólares australianos (cerca de 731 mil dólares americanos), para a proteção do habitat dos ornitorrincos. E sim, parece  um valor bastante baixo para combater o problema. A polêmica pela aparente falta de medidas de proteção ambiental na Austrália corre, agora, no senado do país, conforme  o The Guardian

Acesse o relatório por meio deste link.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Avatar
Publicado por

É divulgador científico por paixão. Gradua-se em Física pela UFSCAR e atua principalmente na Ciencianautas e SoCientífica.

Notícia

Durante o desenvolvimento embrionário, os mamíferos (a maioria deles) crescem na cavidade do útero da mãe. Esse ambiente vai se dilatando e desenvolvendo ao...

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.