Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Melanismo: a causa por trás de animais totalmente pretos

Conheça a condição genética oposta ao albinismo. O melanismo é responsável pela coloração extremamente escura em animais. (Imagem por Chiemsee2016)

As melaninas são uma classe de pigmentos que estão presente na pele de variados animais. Essas moléculas, derivadas da tirosina, causam variações de cor ao redor do corpo, principalmente na superfície da pele e dos olhos. Contudo, assim como praticamente toda característica genética, a produção de melanina está sujeita a mutações que podem mudar a presença dessa molécula no corpo.

Quando não há produção de melanina em uma região, a pele e os pelos geralmente ficam completamente brancos, enquanto os olhos ficam rosa ou vermelhos. Contudo, o oposto também pode acontece: uma super produção de melanina, chamada de melanismo.

(Imagem de will zhang por Pixabay)

Um animal que possua melanismo irá ser muito mais escuro que o normal para a espécie. Frequentemente, aliás, o bicho será completamente preto.

Alguns animais, como panteras, possuem essa característica genética como o padrão da espécie, uma vez que esses grandes felinos se adaptaram a caçar durante a noite. Contudo, essa condição pode acontecer por mutações genéticas em mamíferos, aves e mesmo répteis. Apesar da alteração genética, essa característica é menos prejudicial para o animal do que o albinismo, por exemplo. Isso porque nesse último caso, o bicho perde toda a camuflagem natural, virando um sinalizador no meio do ambiente.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Melanismo, albinismo e leucismo. Entenda.

Podemos concluir, então, que o melanismo é uma produção altíssima de melanina que faz com que a coloração do animal fica mais escura que o normal, em geral preta. Esse tipo de coloração só não é mais rara que o albinismo: condição na qual o animal fica com a pele (pelos e penas também) completamente brancos e olhos vermelhos. Aliás, os olhos adquirem essa coloração devido aos pequenos vasos sanguíneos que ficam expostos à luz.

Assim como o albinismo, o leucismo também faz com que o animal fique todo branco, mas isso pode acontecer parcialmente. Além do mais, os olhos de animais leucistas ainda produzem melanina, o que faz com que esses não percam a coloração.

(Imagem de Tapeworm por Pixabay )
Mateus Marchetto
Publicado por

Aluno de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Paraná, professor de inglês, apaixonado por ciência e divulgação científica. Me interesso principalmente pelas áreas de microbiologia, bioquímica e bioinformática.

Mente & Cérebro

Os corvos são considerados modelos de cognição em psicologia animal, e são uma das mais fortes evidências de que a consciência é um fenômeno...

Plantas & Animais

No oceano, no meio dos corais, você pode encontrar esse estranho organismo. Embora muitas vezes se pareça com uma pedra circular esverdeada e brilhante,...

Plantas & Animais

Cientistas descreveram, em um estudo publicado no Journal of Mammalian Evolution, uma nova espécie gigante de um dente-de-sabre, Machairodus lahayishupup, que teria vivido na América do...

Plantas & Animais

Um novo estudo mostrou que os tubarões, assim com as aves, se orientam pelo campo magnético da Terra para realizar migrações de longa distância.