Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Lobos surpreendem cientistas ao brincarem de buscar objetos

(Imagem: Christina Hansen Wheat)

Quando se trata de brincar de buscar objetos lançados, cães são naturalmente inclinados a isso. Mas, agora, os pesquisadores relatam que a notável habilidade de interpretar as pistas de comunicação social humana que permite que um cão vá buscar uma bola e depois a traga de volta também existe nos lobos. O estudo foi publicado na revista iScience.

Os resultados obtidos ao acaso, quando pesquisadores avaliaram 13 filhotes de lobo de três ninhadas diferentes em uma bateria de testes comportamentais projetada para avaliar vários comportamentos em filhotes de cachorro jovens. Durante esta série de testes, três filhotes de lobo de 8 semanas mostraram espontaneamente interesse em uma bola e a devolveram a um completo estranho quando encorajados. A descoberta foi uma surpresa, pois foi levantada a hipótese de que as habilidades cognitivas necessárias para entender as pistas dadas por um humano, como as necessárias para uma brincadeira de buscar objetos, só surgiram em cães depois que os humanos os domesticaram há pelo menos 15.000 anos.

“Quando vi o primeiro filhote de lobo pegando a bola, fiquei literalmente arrepiada”, disse Christina Hansen Wheat, da Universidade de Estocolmo, na Suécia. “Foi tão inesperado, e eu soube imediatamente que isso significava que, se existe variação no comportamento de brincadeiras dirigidas por humanos em lobos, esse comportamento poderia ter sido um alvo potencial para as pressões seletivas exercidas durante a domesticação de cães”.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Hansen Wheat está interessado em entender como a domesticação afeta o comportamento. Para estudar isso, ela e sua equipe criam filhotes de lobos e cães a partir dos 10 dias de idade e os submetem a vários testes comportamentais. Em um desses testes, uma pessoa que o cachorro não conhece joga uma bola de tênis pela sala e, sem o benefício de qualquer experiência ou treinamento prévio, encoraja o cachorro a pegá-la e trazê-la de volta.

LEIA TAMBÉM: Cães são flagrados brincando com tubarões; veja vídeo

Os pesquisadores nunca esperaram realmente que os filhotes de lobo pegassem. Na verdade, as duas primeiras ninhadas de lobos com que trabalharam mostraram pouco ou nenhum interesse em bolas e muito menos em recuperar uma. Eles não pensavam muito nisso na altura. Era o que eles esperavam, afinal de contas. Isso até testarem a terceira ninhada de lobos, quando alguns dos filhotes não só foram buscar a bola, mas também responderam às sugestões sociais dadas pela pessoa desconhecida e a trouxeram de volta.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“Foi realmente surpreendente saber que tínhamos lobos que buscassem a bola”, diz Hansen Wheat. “Eu não esperava isso. Não creio que nenhum de nós esperasse. Foi especialmente surpreendente que os lobos tenham recuperado e devolvido a bola para uma pessoa que nunca tinham conhecido antes”.

Hansen Wheat acrescenta que as semelhanças entre cães e lobos podem nos dizer algo sobre de onde vem o comportamento que vemos nos nossos cães. E, apesar de ter sido uma surpresa ver um filhote de lobo brincando de buscar e se conectar com uma pessoa dessa maneira, ela diz que isso faz sentido.

“Filhotes de lobo respondendo a ações humanas poderiam ter tido uma vantagem seletiva nos estágios iniciais da domesticação de cães”, diz ela.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Sua equipe agora continuará a trabalhar com os dados que coletaram ao longo de três anos de criação de lobos e cães sob condições idênticas para aprender ainda mais sobre suas diferenças e semelhanças comportamentais.

RELEASE / Cell Press. Leves alterações foram feitas para melhor compreensão.

LEIA TAMBÉM: Bebê canídeo quase intacto de 18 mil anos descoberto no Permafrost

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Notícia

Durante o desenvolvimento embrionário, os mamíferos (a maioria deles) crescem na cavidade do útero da mãe. Esse ambiente vai se dilatando e desenvolvendo ao...

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.