Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

Há chances extraordinárias de Encélado possuir vida extraterrestre

Impressão artística de Encélado. Crédito: NASA

Abaixo da superfície coberta de gelo da lua de Saturno, Encélado esconde um vasto oceano que pode abrigar vida extraterrestre. Um oceano com a idade aproximada de 1 bilhão de anos, idade perfeita para abrigar vida, segundo Marc Neveu, pesquisador da NASA.

Neveu e seus colegas usaram simulações para calcular a idade de Encélado usando dados coletados pela sonda Cassini, que orbitou Saturno por 13 anos. O cientista e sua equipe publicaram suas descobertas em abril passado na revista Nature Astronomy.

Uma das principais descobertas da Cassini foi que Encélado tinha um oceano cheio de fontes hidrotermais. “É muito surpreendente ver um oceano hoje”, disse Neveu à Live Science. “É uma lua muito pequena e, em geral, você espera que pequenas coisas não sejam muito ativas [mas sim] como um bloco morto de rocha e gelo”.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

LEIA TAMBÉM: Pesquisadores encontraram 121 planetas gigantes que podem abrigar vida extraterrestre em suas luas

A minúscula lua não tem somente um oceano, “…há [outra] dimensão de habitabilidade… o tempo”, disse Neveu.

Se o oceano é muito novo – por exemplo, apenas alguns milhões de anos – provavelmente não haveria tempo suficiente para misturar esses ingredientes para criar vida, disse ele. Além do mais, não há tempo suficiente para que pequenas faíscas da vida se espalhem o suficiente para que os terráqueos possam detectá-los.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Por outro lado, se o oceano é muito antigo, é como se a “bateria” do planeta estivesse acabando; as reações químicas necessárias para sustentar a vida podem parar, disse Neveu.

Neste mundo, os elementos que precisavam se dissolver teriam se dissolvido, todos os minerais necessários para se formar teriam se formado, disse ele. A lua teria então alcançado um equilíbrio, significando que as reações para sustentar a vida não aconteceriam.

Isso significa que o oceano de Encélado pode ter a idade perfeita para abrigar vida.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Neveau e sua equipe estimaram a idade do oceano com um pouco de chute. Eles fizeram cerca de 50 simulações, conectando vários parâmetros com base nas medições que Cassini tomou, como os detalhes da órbita das luas de Saturno, a radioatividade das rochas em Encélado, e as suas próprias suposições quanto à idade da lua e como ela se formou.

LEIA TAMBÉM: Uma civilização extraterrestre avançada pode estar se comunicando por feixes de neutrinos

A simulação que melhor reproduziu as condições atuais da lua gelada estimou que o oceano tinha 1 bilhão de anos de idade. No entanto, Neveu adverte que esta estimativa de idade foi baseada em uma única simulação. E apesar de corresponder a muitas das condições vistas em Encélado, não corresponde a todas elas.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“Por exemplo, se você aproveitasse o dia de hoje, o oceano seria recongelado naquela simulação, o que não é o que estamos vendo.” Então a idade do oceano deveria ser tomada com um grão de sal, disse Neveu.

Neveu e sua equipe estão trabalhando para fazer sua simulação rodar mais rápido. A esperança é que, com o tempo de execução mais rápido e modelos ligeiramente melhorados, eles possam datar com mais precisão os oceanos de Encélado. “Queremos saber isso antes de voltarmos a procurar por vida”, disse ele.

FONTE: Saturn’s Icy Moon Enceladus Is Likely the ‘Perfect Age’ to Harbor Life [LiveScience]

Publicidade. A leitura continua abaixo.

MAIS SOBRE ENCÉLADO: Nova teoria de marés explica gêiseres em Encélado, lua de Saturno

Redação
Publicado por

A SoCientífica, abreviação para Sociedade Científica, nasceu em agosto de 2014 da vontade de decifrar as novidades no mundo científico e transmiti-las para uma sociedade que depende da ciência e tecnologia mas que sabe muito pouco sobre elas. Em um momento em que a desconfiança está se sobressaindo e novas ondas negacionistas de evidências surgem, a SoCientífica está empenhada em ajudar a trazer iluminação para a sociedade novamente.

Faça um comentário

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...

Plantas & Animais

Raças menores de cães geralmente apresentam comportamentos mais instáveis. Pode haver, portanto, diversos motivos para cachorros pequenos serem ferozes.