Connect with us

Hi, what are you looking for?

Física & Química

Como funcionam os fornos de micro-ondas? A radiação é prejudicial?

Os fornos de micro-ondas são mais do que aparelhos de cozinha úteis. Eles estão repletos de ciências e física interessantes.

fornos de micro-ondas
Imagem: Pexels

Os fornos de micro-ondas são mais do que aparelhos de cozinha úteis. Eles estão repletos de ciências e física interessantes. São máquinas compactas, mas versáteis.

Então, como os fornos de micro-ondas funcionam? Há uma incrível quantidade de ciência e engenharia por trás dos micro-ondas, porém tudo pode ser esclarecido facilmente. Ou seja, eles funcionam principalmente gerando radiação que passa para os alimentos e os cozinha.

Afinal, como os fornos de micro-ondas funcionam?

As micro-ondas não são específicas para fornos de micro-ondas, mas sim uma forma de ondas eletromagnéticas com um comprimento de onda na faixa de frequência entre 300 MHz e 300 GHz.

Continua depois da publicidade

Portanto, quando comparadas a outros tipos de radiação, as micro-ondas ficam entre as ondas de rádio – que tendem a ser mais longas – e as ondas infravermelhas – que são mais curtas. O que torna as micro-ondas tão especializadas para cozinhar é a forma como elas interagem com as moléculas de água.

A ciência por dentro dos fornos de micro-ondas está na criação de um dispositivo chamado magnetron. Em sua essência, os magnetrons são motores de alta tensão que emitem energia na forma de micro-ondas, em vez de trabalho mecânico.

Dentro do forno de micro-ondas, um transformador aumenta a eletricidade da tomada da parede para cerca de 4000 volts. Esse aumento de voltagem é necessário para alimentar o magnetron, fazendo com que um filamento aqueça no centro do dispositivo. A partir do aquecimento do filamento, os elétrons são liberados.

Continua depois da publicidade

Enfim, o forno de micro-ondas faz esses elétrons funcionarem. Consequentemente, um ímã circular está localizado próximo ao filamento aquecido. Explicando tecnicamente, normalmente os elétrons liberados pelo filamento seriam atraídos pelo ânodo, mas devido ao posicionamento do ímã, os elétrons retornam ao próprio filamento.

Esse loop de elétrons cria o micro-ondas.

Como um forno de micro-ondas cozinha os alimentos? Pode ser prejudicial devido a radiação?

São muitas as perguntas envolvendo esse aparelho de cozinha. Mas Chad Mueller, professor assistente de química no Birgmingham-Southern College no Alabama, responde algumas questões.

Continua depois da publicidade

Assim, um forno de micro-ondas cozinha a comida porque as moléculas de água dentro dele absorvem a radiação do micro-ondas e aquecem os alimentos ao redor. Então, a radiação aquece também a pele e outras partes do corpo. Essa radiação é prejudicial principalmente para as partes do corpo que não conduzem calor de forma muito eficaz, como os olhos.

Porém, David E. Hintenlang, professor associado de engenharia nuclear e radiológica da Universidade da Flórida em Gainesville, adicionou detalhes sobre a radiação. Logo, os fornos de micro-ondas modernos são projetados para permitir nenhum vazamento de dentro dele.

Concluindo, devemos nos preocupar apenas se a porta estiver quebrada ou danificada, caso em que o forno não deve ser usado, inclusive.

Continua depois da publicidade

Então, é seguro ficar ao lado do micro-ondas e é um mito que a radiação possa causar câncer, já que a radiação na verdade refere-se à energia a qual irradia de uma fonte, e não à radioatividade. Ou seja, as micro-ondas não contêm energia suficiente para alteração química das substâncias por meio da ionização. Elas são um exemplo de radiação não ionizante.

Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.


Populares hoje

Ciência

Na Paleontologia, encontrar novas peças que pertenceram a milhões de anos atrás é um dos principais objetos de estudo. No entanto, durante uma expedição...

Notícia

Os hominídeos Homo antecessor são parentes bem antigos dos Homo sapiens. Esses humanos ancestrais habitavam vastas regiões da Europa entre 1,2 milhões e 800...