Connect with us

Hi, what are you looking for?

História & Humanidade

Civilização Maia ocupava um espaço muito maior do que pensávamos

(Smithsonian Channel)

A civilização Maia ocupou uma área muito maior do que a considerada anteriormente. Arqueólogos passaram décadas tentando mapear e entender a sociedade americana, mas foi graças a uma técnica inovadora que puderam chegar ao que desejavam. A floresta que existe naquela região da América Latina foi, literalmente, removida.

A técnica é conhecida por sensoriamento remoto, e permitiu que os pesquisadores observassem o que existe embaixo das selvas do sudeste do México, Guatemala, Belize e algumas partes de Honduras. Assim, perceberam que a base da civilização pré-colombiana em Tikal era muito mais avançada do que o pensado.

Tikal e a civilização Maia

Tikal é considerado um dos maiores sítios arqueológicos e urbanos da antiga civilização Maia, era a capital de um dos estados e foi ainda um dos reinos poderosos daquele povo. A arquitetura é do século IV a.C., só que Tikal chegou ao auge durante o período clássico, entre 200 e 900 d.C.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Foi nesta época que dominou boa parte da região maia nos ramos da política, economia e militar. Após o período clássico tardio, nenhum outro grande monumento foi construído, enquanto algumas fontes relatam que palácios da elite foram queimados. Viviam por lá trabalhadores humilde, servos e ainda nobres de alto escalão.

Imagem: GETTY.

A cidade era muito mais ampla do que o visível atualmente. A selva ajudou a esconder o que era Tikal alguns séculos atrás, conectada com outras cidades próximas e fazendo com que a área urbana fosse bem mais ampliada do que o imaginado antes. Entre os anos 600 e 900, provavelmente era uma metrópole agitada, um centro comercial e industrial.

A civilização Maia acreditava em algumas divindades e quem fazia a comunicação era o rei ou governante do local, tudo em nome do povo. De fato, eles eram bastante influenciados por suas crenças astronômicas, conforme o professor Liwy Grazioso, “todas as cidades mostram a cosmologia pela forma como foram dispostas”.

A ideia de construir pirâmides era aproximar-se dos deuses que viviam nos céus. Por isso, fizeram as pirâmides pensando nos lados para os quais estavam viradas, frutos de obras arquitetônicas bem planejadas. Agora, boa parte deles fica escondida sobre a selva, mas graças a tecnologia puderam brilhar novamente.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Erik Behenck
Publicado por

Erik Behenck é jornalista, adora novas descobertas e apaixonado pela escrita.

Mente & Cérebro

Os corvos são considerados modelos de cognição em psicologia animal, e são uma das mais fortes evidências de que a consciência é um fenômeno...

Plantas & Animais

No oceano, no meio dos corais, você pode encontrar esse estranho organismo. Embora muitas vezes se pareça com uma pedra circular esverdeada e brilhante,...

Plantas & Animais

Cientistas descreveram, em um estudo publicado no Journal of Mammalian Evolution, uma nova espécie gigante de um dente-de-sabre, Machairodus lahayishupup, que teria vivido na América do...

Plantas & Animais

Um novo estudo mostrou que os tubarões, assim com as aves, se orientam pelo campo magnético da Terra para realizar migrações de longa distância.