Connect with us

Hi, what are you looking for?

História & Humanidade

Cientista Marie Curie eleita a mulher mais influente da história

Marie Curie deu a vida, literalmente, para que outras pessoas pudessem ser salvas.

A cientista Marie Curie — a primeira pessoa a ganhar dois prêmios Nobel, e pioneira no estudo da radioatividade — foi a mulher mais influente da história, de acordo com uma pesquisa internacional.

Nascida na Polônia, Curie foi a primeira pessoa a ganhar dois prêmios Nobel, um em Física em 1903, e um de Química, em 1911. Ela também estudou os raios-X e foi uma das pessoas que descobriram a radioatividade.

A radiação ainda é usada hoje em pequenas doses como parte do tratamento para alguns tipos de câncer.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Os leitores da revista BBC History classificaram Curie no topo de uma lista de 100 mulheres que mudaram o mundo.

A combatente pelos direitos civis americanos, Rosa Parks, que protestou contra o tratamento precário dos negros, foi o número dois na lista.

As mulheres cientistas figuram no topo da lista, com a primeira programadora de computadores Ada Lovelace em quarto lugar, e a química Rosalind Franklin – que trabalhou para entender o DNA — em quinto lugar.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

A revista pediu a especialistas em 10 diferentes áreas de conhecimento para escolher 10 mulheres que acreditam ter o maior impacto. Eles então criaram a lista de 100 mulheres para os leitores escolherem.

Marie Curie nasceu Manya Sklodowska em Varsóvia, na Polônia, em 1867 e mais tarde mudou seu nome. Ela trabalhou com o marido cientista Pierre Curie. Juntos, eles descobriram os elementos polônio (uma homenagem ao seu país de origem, Polônia) e rádio e receberam o prêmio Nobel de Física em 1903.

No mesmo ano, ela se tornou a primeira mulher na França a se tornar médica em física por seu trabalho com radiação. Professores que estudaram sua pesquisa declararam que é a maior contribuição única para a ciência já escrita.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Curie foi a primeira mulher a ganhar o prêmio de física e a primeira professora da Universidade de Paris.

Quando ela recebeu o prêmio Nobel de Química em 1911, ela foi a primeira pessoa a ganhar o prêmio em duas áreas diferentes de estudo.

Seu sucesso na vida adulta veio após uma infância difícil na Polônia. Na época, o país era governado pela Rússia e era contra a lei falar polonês e as meninas irem para a escola.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Seus pais, que eram ambos professores, mandaram-na para uma escola secreta que era chamada de Universidade Flutuante, porque tinha que continuar se movendo para que os russos não a encontrassem. Mais tarde, ela pagou para que sua irmã fosse à escola e secretamente ensinou as crianças pobres a ler, porque ela acreditava que todas as crianças tinham direito à educação.

Ela economizou dinheiro suficiente para comprar uma passagem de trem para Paris quando tinha 24 anos. Lá, ela estudou muito, mas não tinha muito dinheiro. Ela trabalhava como faxineira em laboratórios de ciência e várias vezes desmaiou devido a fraqueza porque não tinha dinheiro suficiente para comida.

Durante a Primeira Guerra Mundial, ela fez máquinas de raio-X que podiam ser colocadas na traseira de caminhões, e depois levaram os caminhões até onde os soldados feridos estavam, para que os ferimentos pudessem ser radiografados.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Seu trabalho com substâncias radioativas afetou sua saúde e sua morte em 1934 foi causada por sua exposição à radiação.

Confira a lista completa aqui.

Esta história foi publicada originalmente em Mistérios do Universo. Você pode lê-la aqui.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Redação
Publicado por

A SoCientífica, abreviação para Sociedade Científica, nasceu em agosto de 2014 da vontade de decifrar as novidades no mundo científico e transmiti-las para uma sociedade que depende da ciência e tecnologia mas que sabe muito pouco sobre elas. Em um momento em que a desconfiança está se sobressaindo e novas ondas negacionistas de evidências surgem, a SoCientífica está empenhada em ajudar a trazer iluminação para a sociedade novamente.

Faça um comentário

Notícia

Durante o desenvolvimento embrionário, os mamíferos (a maioria deles) crescem na cavidade do útero da mãe. Esse ambiente vai se dilatando e desenvolvendo ao...

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.