Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Cem filhotes de gaviais aparecem em fotografia campeã

Gaviais filhotes com pai
Cerca de 100 gaviais filhotes foram capturados por fotógrafo. (Imagem: DHRITIMAN MUKHERJEE/WPY/NHM)

A foto acima é uma das 100 mais elogiadas no concurso Fotógrafo de Vida Selvagem do Ano, organizado pelo Museu de História Natural de Londres. Entre mais de 50.000 inscrições, apenas 100 serão colocadas na parede do museu. Assim, a imagem da espécie de crocodilo se juntará a 99 outras em uma exposição itinerante.

Filhotes de gaviais encantam em fotografia

O fotógrafo Dhritiman Mukherjee capturou essa cena incrível na Índia, próximo às margens do Rio Chambal. Foi então onde ele achou dois gaviais adultos, cada um com mais de 100 filhotes.

Os gaviais são uma espécie de crocodilo em ameaça de extinção. Há cerca de 650 adultos nas águas doces da Índia e do Nepal, de acordo com o Museu de História Natural. O Santuário Nacional de Chambal da Índia contém 500 desses gaviais adultos.

Continua depois da publicidade

Eles podem medir até 6 metros de comprimento e pesar quase uma tonelada. De acordo com o fotógrafo, o macho na foto acasalou com sete ou oito fêmeas diferentes para atingir essa ninhada de mais de 100 filhotes. Felizmente, todos os filhotes se tornam adultos e pais saudáveis.

A diferença entre eles e outros crocodilos está no focinho. O curador sênior de répteis do Museu de História Natural de Londres, Patrick Campbell, disse: “outros crocodilos carregam seus filhotes na boca. Mas, o gavial possui uma formação incomum do focinho, o que impede que eles também o façam. Por isso, os filhotes precisam se agarrar à cabeça e às costas dos pais para ficarem protegidos.”

A espécie em extinção

Um tempo atrás, a sua população não ultrapassava 250 animais. Isso ocorre por que o seu habitat vinha sendo degradado pelo ser humano. O crescimento constante urbano e a agropecuária, que se apropria de zonas ciliares, foram as principais atividades causadoras da extinção.

Continua depois da publicidade

Além disso, houve caça excessiva do animal por sua pele e também como competição. Hoje, a caça já não é mais considerada uma ameaça significativa, no entanto, a construção de represas, barragens, canais de irrigação e aterros artificiais causaram, de forma combinada, uma limitação à vida da espécie. Houve uma perda excessiva de habitat próprio aos gaviais. Ou seja, os locais ocupados eram justamente onde os eles viviam e se reproduziam.

VEJA MAIS: Influência humana tem reduzido a vida selvagem em até 60%

Uma imagem de esperança

Atualmente, os programas de conservação trabalham para combater a extinção da espécie, realizando a reprodução dos indivíduos em cativeiro. A imagem vencedora do concurso, de certa forma, dá uma luz de esperança para os cuidadores. Ela revela que, além das ações de proteção, os animais estão se proliferando na natureza.

Continua depois da publicidade

A foto representa, enfim, um grande aumento no número da espécie, que no momento conta com menos de mil adultos em todo o planeta.

Avatar
Publicado por

Matheus Gouveia é formado em Engenharia Elétrica e apaixonado por ciência e tecnologia. Atualmente é redator da SoCientífica e autor do blog "DoCaramba!".


Populares hoje

Plantas & Animais

Novos estudos mostram que as tarântulas habitam o planeta por mais de 120 milhões de anos.

Notícia

Os hominídeos Homo antecessor são parentes bem antigos dos Homo sapiens. Esses humanos ancestrais habitavam vastas regiões da Europa entre 1,2 milhões e 800...

Ciência

Na Paleontologia, encontrar novas peças que pertenceram a milhões de anos atrás é um dos principais objetos de estudo. No entanto, durante uma expedição...

Plantas & Animais

Um estegossauro era um tanque de guerra feito de carne e ossos. Assim como outros grupos de dinossauros com armaduras naturais, os estegossauros possuíam...