Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

A verdade devastadora por trás das lindas imagens da “lava azul” do Kawah Ijen

O enxofre entra em combustão ao entrar em contato com o ar para criar rios de luz azulados semelhantes a lava na cratera Kawah Ijen, na ilha de Java. (FOTOGRAFIA DE OLIVIER GRUNEWALD)

Há alguns anos a internet ganhou mais vida com as incríveis imagens do Vulcão Kawah Ijen, capturadas pelo fotografo francês Oliver Grunewald.

As imagens – que não possuem nenhum tipo de filtro ou edição – mostram a lava sob uma linda chama com tons de azul e roxo eletrizantes.

As imagens

Grinewald produziu a série de imagens para um documentário da Society for Volcanology de Genebra.

Continua depois da publicidade

Confira:

(FOTOGRAFIA DE OLIVIER GRUNEWALD)

(FOTOGRAFIA DE OLIVIER GRUNEWALD)

Na cratera Kawah Ijen, os gases sulfúricos que escapam das rachaduras se inflamam quando entram em contato com o ar.
(FOTOGRAFIA DE OLIVIER GRUNEWALD)

Um rio de enxofre flui perto do lago ácido de Kawah Ijen. (FOTOGRAFIA DE OLIVIER GRUNEWALD)

Na depressão de Danakil, na Etiópia, a poeira de enxofre no solo de uma fonte hidrotermal se inflama para formar chamas azuis. (FOTOGRAFIA DE OLIVIER GRUNEWALD)

A lava é realmente azul?

Diferente do que se espalhou pela internet na época, não, a lava não é azul. A rocha derretida emerge da terra a temperaturas altíssimas, e sua coloração não difere muito do magma expelido por outros vulcões, possui a mesma cor vermelho ou alaranjada.

LEIA TAMBÉM: Menino acidentalmente encontra ovos de dinossauros de 66 milhões de anos

O que de fato acontece é que no Kauah Ijen, emergem quantidades enormes de gases sulfúricos junto com a lava. Exposto ao oxigênio e as altas temperaturas do vulcão, o enxofre queima rapidamente, produzindo as belas chamas azuis. Durante o dia, o vulcão se parece com qualquer outro, porque apenas as chamas são azuis e não a lava.

Continua depois da publicidade

Um lado obscuro do Kauah Ijen

Parte do objetivo do documentário era chamar a atenção para as péssimas condições de trabalho dos mineradores, eles eram regularmente expostos ao dióxido de enxofre e vários outros gases tóxicos, sem nenhum tipo de proteção. Os trabalhadores carregavam cerca de 80 quilogramas pedras da montanha, todos os dias, com cargas horárias de trabalho de até 12 horas, ganhando entre 5 e 6 dólares por dia, em lugar em que a renda média diária é de 13 dólares.

LEIA TAMBÉM: Massa misteriosa encontrada sob maior cratera do sistema solar, na Lua

Continua depois da publicidade

Os mineiros passam meses ou até  anos trabalhando na montanha, os efeitos da exposição a gases tóxicos juntamente com as péssimas condições de trabalho durante todo esse tempo podem ser devastadores.

 

FONTES / National Geographyc / Smithsonian

Continua depois da publicidade
Damares Alves
Publicado por

Apaixonada pela natureza, me tornei redatora e hoje escrevo exclusivamente sobre ciência. Meu objetivo é que todos possam ter acesso a pesquisas importantes e descobertas incríveis que são realizadas todos os dias.

Comentários

Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Surto de vômito entre cães foi identificado por pesquisadores como um novo tipo de coronavírus canino não transmissível a humanos.

Espaço

Após um documentarista divulgar imagens intrigantes acerca de um possível OVNI, o Pentágono confirmou sua autenticidade. Nas filmagens, o objeto voador estava sobrevoando um...

Plantas & Animais

No dia 01 de Abril de 2009 cientistas anunciaram o nascimento do primeiro — e único — animal extinto já ressuscitado. Em um artigo...

Saúde & Bem-Estar

O alumínio é um metal pesado que não é essencial para o corpo humano. Contudo, esse composto é altamente reativo biologicamente e diversos estudos...