Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Tubarões podem formar amizades complexas, mostra estudo

tubarões podem formar amizades complexas
(Imagem: Alastair Pollock Photography / Getty Images)

Há quem diga que os tubarões são animais bastante solitários devido a sua constante busca pelo seu alimento. Assim, nenhum animal iria querer estar acompanhado por o predador dos mares, e acabar se tornando o seu jantar. No entanto, essa crença pode ir por terra após a divulgação de um novo estudo realizado recentemente. Os pesquisadores acreditam que os tubarões podem formar amizades complexas entre uma mesma espécie, assim como com espécies diferentes.

Tubarões podem formar amizades complexas e viverem em grupos

Mesmo tendo uma fama terrível fora do mar, dentro dele esses animais formam grupos, ou seja, eles andam em bando para conseguirem mais alimentos. Essa característica começou a ser observada em tubarões cinzentos do Recife, o Carcharhinus amblyrhynchos. Essa é uma espécie considerada calma e quase doméstica, se comparado com outras.

De acordo com os autores do estudo, “mostramos que as comunidades de tubarões apresentam estruturas sociais complexas e temporalmente estáveis, comparáveis ​​às aves marinhas e, potencialmente, até mesmo a alguns mamíferos”. Essa espécie não é nômade, saem para se alimentarem, mas voltam para a mesma região após estarem satisfeitos.

Continua depois da publicidade
tubarões podem formar amizades complexas
Tubarões vivendo em sociedade com a sua espécie. (Imagem: Freepik)

Até o momento, era compreensível que outros animais pudessem andar em grupo, mas não os tubarões. Sobre essas ideais que já eram tão impregnadas na Ciência, os autores revelaram que, “embora a importância da informação social em pássaros e mamíferos coloniais esteja bem estabelecida, mostramos que esses conceitos provavelmente também se aplicam a algumas espécies de tubarão”.

A ideia de sempre retornar para casa, é algo muito intrínseco dos seres humanos e alguns mamíferos. A volta está sempre relacionada com cuidados parentais, descanso e abrigo, entretanto, os tubarões não são reconhecidos por nenhuma dessas características. Por esse motivo, ninguém jamais imaginaria que os tubarões podem formar amizades complexas.

Uma amizade perigosa ou benéfica entre os tubarões cinzentos?

Um estudo anterior, realizado em 2018 biólogo de tubarões Yannis Papastamatiou, da Florida International University, também se decidiu por investigar essa espécie de tubarões cinzentos. No total, foram monitorados 41 desses animais, em um período entre 2011 a 2014, afim de compreender o porque eles sempre retornavam para casa.

No momento de analisar os dados obtidos, foram levados em consideração alguns fatores importantes. Dentre eles podemos citar: a dinâmica em grupo, a forma de nadar e de se locomover, com quem nadavam e o tempo que ficavam fora da base, para só depois retornar.

Continua depois da publicidade
Tubarão cinzento do recife, a espécie estudada em ambos os trabalhos
Tubarão cinzento do recife, a espécie estudada em ambos os trabalhos. (Imagem: Freepik)

Assim, segundo os autores, “os tubarões também formam comunidades sociais com associações variadas por padrões de uso do espaço, com a estrutura social persistindo por vários anos”. O monitoramento foi encerrado no ano de 2014, mas acredita-se que algumas sociedades que foram observadas nesse estudo, perduram até hoje.

“Embora alguns indivíduos tenham se mudado entre as comunidades definidas pelas redes do movimento, suas associações com os membros da comunidade adjacente eram fracas ou aleatórias. Portanto, a estrutura social não era puramente devido ao fato de indivíduos nunca encontrarem aqueles das comunidades adjacentes. Para tubarões que usam informações sociais, o forrageamento com vários indivíduos usando o mesmo local, fornece uma vantagem significativa em relação à perambulação aleatória dentro de uma área”. Assim, os tubarões podem formar amizades complexas de forma mutualística e que duram a vida toda.

A pesquisa foi publicada em Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences. Com informações de Science Alert.

Continua depois da publicidade
Ruth Rodrigues
Publicado por

Bióloga de formação, mas divulgadora científica de coração. Escreve sobre o mundo das ciências para o SoCientífica.


Populares hoje

Tecnologia

A Rússia está desenvolvendo uma nova arma destrutiva, um torpedo nuclear furtivo. O objetivo do torpedo é gerar tsunamis radioativos. Apesar de ainda estar sendo construído...

Plantas & Animais

Diversos vídeos na internet mostram como cães e outros pets podem demonstrar ciúmes em diversas situações. Contudo, ainda há poucos estudos que indiquem realmente...

Espaço

O Programa Ártemis é uma proposta que pode revolucionar a comunidade que, por décadas, foi excluída de missões importantes da NASA. No dia 9...

Espaço

Após um documentarista divulgar imagens intrigantes acerca de um possível OVNI, o Pentágono confirmou sua autenticidade. Nas filmagens, o objeto voador estava sobrevoando um...