Connect with us

Hi, what are you looking for?

Planeta & Ambiente

Timelapse mostra o quão rápido o planeta Terra está mudando

timelapse
Imagens chocantes revelam como estamos cuidado da nossa casa, o Planeta Terra. Imagem: Google

Nos últimos 4 anos, o aplicativo do Google Earth passou por algumas pequenas modificações. No entanto, a mais recente atualização promete deixar os seus usuários bastante entretidos. O novo recurso possibilita que imagens dos últimos 37 anos da Terra possam ser visualizados na palma de sua mão, com o auxílio dos satélites. Desse modo, o Timelapse evidencia as mudanças que ocorreram com o planeta no decorrer dessa pequena faixa de tempo.

Timelapse: a nova atualização do Google Earth

Lançado para o público há mais de 20 anos atrás, o aplicativo tem como objetivo, levar imagens em 3D para seus usuários, a partir das captações feitas pelos satélites em órbita. A cada nova atualização lançada pela empresa, melhor se torna a qualidade e precisão das imagens.

Hoje em dia, o aplicativo consegue cobrir uma área equivalente a 98% do planeta. Agora, o recurso “tempo” fora adicionado juntamente com as imagens, possibilitando que o usuário consiga viajar na história da Terra, que aconteceu nos últimos 37 anos. Para que tal ato possa ser concretizado, são necessários mais de 24 milhões de fotos, em uma quantidade de dados equivalentes a 20 petabytes (ou 20 milhões de gigabytes).

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Para que tudo chegue de forma nítida e coesa até o usuário, o Timelapse necessita de mais dois milhões de horas de processamento em milhares de máquinas no Google Cloud. Sendo assim, para que tudo fosse compilado em um único vídeo, fora utilizado um mosaico de 4,4 terapixels.

Segundo os dados da Google, o compilado de imagens deu origem ao maior vídeo do planeta, tanto em questão histórica, quanto nos fatos acerca da história da Terra. Pode ser acessado por qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, desde que tenha em seu celular ou computador, acesso a internet e ao site do Google Earth.

As melhores imagens do Earth

Além das imagens que relatam os últimos 37 anos do planeta, a empresa também disponibilizou mais de 800 vídeos em 2D e 3D, que possuem a adição de lapso do tempo. O objetivo em lançar essas fotos e vídeos é encorajar o público, pesquisadores e o próprio governo, de como anda a situação atual da nossa casa.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
timelapse de urbanização
Urbanização em Dubai, Emirados Árabes Unidos, entre a década de 1980 e agora. 
Imagem: Google.

Por exemplo, ao adicionar essa ferramenta no navegador web, será possível verificar 5 pontos diferentes que aconteceram durante as últimas 4 décadas. Que se inicia com a urbanização e percorre até a filtragem dos fluxos dos rios da Amazônia. Com isso, trata-se de algo de uma relevância internacional, que visa levar a os públicos, informações históricas e de preservação.

timelapse do desmatamento
Um GIF do desmatamento dos anos 1980 a 2020. Imagem: Google

De acordo com o Google, “o timelapse no Earth significa diminuir o zoom para avaliar a saúde e o bem-estar de nossa única casa. É uma ferramenta que pode educar e inspirar ações. A evidência visual pode ir direto ao cerne do debate de uma forma que as palavras não conseguem e comunicar questões complexas a todos”.

Ruth Rodrigues
Publicado por

Bióloga de formação, mas divulgadora científica de coração. Escreve sobre o mundo das ciências para o SoCientífica.

Faça um comentário

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Mente & Cérebro

Nas últimas décadas, inúmeras pesquisas mostraram a relação entre amamentação e a saúde da criança. Sabe-se, por exemplo, que a amamentação ajuda no desenvolvimento...

Planeta & Ambiente

Nukumi, uma grande fêmea de tubarão-branco marcada no ano passado está cruzando o Atlântico já faz dois meses. De acordo com especialistas, ela pode estar...