Connect with us

Hi, what are you looking for?

Ciência

Píton-carpete tenta matar sapo mas morre envenenada

Um dia da caça, outro do caçador?

Na costa leste da Austrália, em Kingscliff, no norte de New South Wales, um morador presenciou e divulgou o ocorrido inusitado de seu quintal: uma serpente píton-carpete havia sido morta pela sua presa, um sapo de cana.

Peter Hall ficou triste pela morte da serpente.

“Tão triste, tão lamentável, esta era a píton que vivia no nosso jardim por anos”, disse ele nas redes sociais.

Continua depois da publicidade

“É a segunda que vemos morrer assim depois de entrar em contato com toxina de sapo de cana”, relembrando que a serpente mantinha os roedores sob controle em seu quintal.

Apesar de a morte ter sido inusitada e o sapo ter se “dado bem” em uma batalha quase que perdida, a espécie é considerada uma praga pelos moradores, e Peter encoraja as pessoas a matarem assim que verem um, mas de forma ‘humana’: colocando-os em um saco plástico e em um freezer.

“Acho incrível que a humanidade tenha dinheiro e recursos para lançar um carro vermelho no espaço”, disse ele, “mas [nós] não conseguimos encontrar uma solução para a devastação que esta praga introduzida está a causar à nossa fauna nativa.”

Continua depois da publicidade

LEIA TAMBÉM: Cobras são flagradas em um duelo mortal; veja vídeo

Animais comuns da região, como cobras e gansos, começaram a desaparecer devido à invasão dos sapos. Seu veneno, carregado de cardiotoxinas, se torna letal para qualquer indivíduo que tente alguma aventura com algum dos indivíduos dessa espécie.

O biólogo evolucionista da Universidade de Melbourne, Ben Phillips, disse que foi surpreendente ver uma cobra-carpete tentar comer um sapo.

Continua depois da publicidade

“As pítons-carpete comem principalmente mamíferos em vez de sapos”, disse o Dr. Phillips.

“Os sapos possuem uma força [de proteção] muito forte, eles simplesmente matam qualquer coisa que os coma”, disse ele.

A prática de abate dos sapos, apesar de apoiada por biólogos e moradores, não é tão eficaz.

Continua depois da publicidade

“Qualquer esforço que você faça em sua área local para controlar os sapos não fará qualquer diferença muito rapidamente”, disse ele. “Os sapos vão procriar ou outros sapos vão avançar.”

FONTE / ABC

Continua depois da publicidade
Avatar
Publicado por

Tradutor e escritor freelancer, é divulgador científico na SoCientífica desde 2018. Nela, escreve sobre temas que dão faísca à imaginação do leitor, de tubarões e fantasmas a quasares.

Comentários

Populares hoje

Tecnologia

A Rússia está desenvolvendo uma nova arma destrutiva, um torpedo nuclear furtivo. O objetivo do torpedo é gerar tsunamis radioativos. Apesar de ainda estar sendo construído...

Plantas & Animais

Diversos vídeos na internet mostram como cães e outros pets podem demonstrar ciúmes em diversas situações. Contudo, ainda há poucos estudos que indiquem realmente...

Mundo Estranho

Com intuito de criar interfaces cérebro-computador, a empresa Neuralink segue nos últimos 2 anos, avançando em suas pesquisas. Com auxílio dos novos computadores criados...

Espaço

O Programa Ártemis é uma proposta que pode revolucionar a comunidade que, por décadas, foi excluída de missões importantes da NASA. No dia 9...