Connect with us

Hi, what are you looking for?

História & Humanidade

Pesquisadores encontram armas de ossos humanos de 10 mil anos na Europa

(Willy van Wingerden).

E se eu te disser que alguns povos europeus da pré-história utilizavam armas de ossos humanos? O uso de ossos animais manteve-se bastante banal para armas e diversas outras aplicações durante a história. No entanto, é bem mais estranho quando falamos em utilizar ossos humanos em artesanato, ferramentas e armamento, já que adicionamos uma simbologia muito maior aos esqueletos humanos. 

Trabalhos litorâneos mais recentes na costa da Holanda, começaram a revelar inúmeros artefatos arqueológicos, com a retirada da areia do fundo do mar. Mas eram trabalhos de engenharia, e não de arqueologia. Como consequência, então, não receberam o merecido valor científico, conforme relata a Smithsonian Magazine

No entanto, novos trabalhos científicos resolveram olhar para alguns dos objetos, revelando detalhes incríveis, descritos em um artigo no periódico Journal of Archaeological Science: Reports

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Uma terra perdida

Dentre alguns dos principais objetos que emergem das areias holandesas estão as pontas farpadas. São pontas com “dentes” talhados por fins bélicos, seja nas caças, seja em batalhas. Essas pontas, então, eram colocadas em flechas, arpões e lanças.

Mas as pontas (além de armas de ossos humanos), localizam-se apenas na costa holandesa, no Mar do Norte. Os pesquisadores encontraram objetos semelhantes em diversos pontos do continente europeu que se estendem desde a Irlanda até a Rússia. Todos esses objetos datam de um período entre 8 e 11 mil anos atrás, ainda durante a Pré-História. 

O estudo analisou, mais especificamente, as pontas encontradas em Doggerland, no Mar do Norte, na costa holandesa. Doggerland conectou a Grã Bretanha (ilha onde localizam-se Inglaterra, Escócia e País de Gales) à Europa Continental.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Distribuição dos artefatos no Mar do Norte. (Dekker et al.).

No entanto, cerca de 8 mil anos atrás (os últimos períodos em que os cientistas encontram as flechas), o mar subiu e inundou todo esse trecho de Terra. Até hoje os pesquisadores encontram evidências arqueológicas, esqueletos de animais e esqueletos humanos. Esses objetos muitas vezes se desprendem sozinhos do fundo do mar e aparecem nas praias. 

Para que utilizar armas de ossos humanos?

A equipe analisou, mais especificamente, as espécies de animais donas dos ossos (as pontas farpadas). Eles não sabiam se funcionaria, já que o método que se utiliza para esse tipo de estudo analisa algumas proteínas presentes nos ossos. Será que após permanecer milênios cobertas pelo mar, as pontas ainda manteriam essas proteínas?

E funcionou muito bem. A maior parte das pontas estudadas eram de ossos da espécie veado-vermelho, mas eles encontraram duas pontas de ossos humanos. 

As duas pontas de ossos humanos. (R.J. Looman).

No início do texto eu falei da simbologia dos ossos humanos, correto? Mas utilizar armas de ossos humanos tratava-se de uma prática simbólica, conforme conclui a equipe. Se eles utilizassem quaisquer ossos, os pesquisadores encontrariam mais ossos de outras espécies, restos de carnes que serviam como alimento, além de chifres. 

“Deve haver alguma outra razão, uma razão cultural, pela qual era importante usar essas espécies”, diz o principal autor do estudo, o arqueólogo Joannes Dekker, à Smithsonian Magazine. No entanto, não sabemos o que levou aqueles povos a adotar essa simbologia. 

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“Você pode medir o osso moderno para ver suas propriedades como uma ponta de projétil”, diz Dekker. Mas ele completa dizendo que “você não pode medir os pensamentos na cabeça de um caçador-coletor mesolítico”. Isto é, só conseguimos entender comportamentos provenientes de razões objetivas, o que não é o caso. 

O estudo foi publicado no periódico Journal of Archaeological Science: Reports.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Avatar
Publicado por

É divulgador científico por paixão. Gradua-se em Física pela UFSCAR e atua principalmente na Ciencianautas e SoCientífica.

Notícia

Durante o desenvolvimento embrionário, os mamíferos (a maioria deles) crescem na cavidade do útero da mãe. Esse ambiente vai se dilatando e desenvolvendo ao...

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.