Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

NASA faz nova parceria para estabelecer a presença humana na Lua

Gateway
(NASA)

A NASA fez um comunicado afirmando uma nova parceria com a Agência Espacial Europeia (ESA). Segundo a agência americana, a iniciativa faz parte de alguns futuros compromissos para apoiar a missão Artemis.

Gateway e Artemis

A NASA e a Agência Espacial Européia (ESA) assinaram recentemente um acordo em que se comprometem a construir o projeto lunar Gateway juntas.

O Gateway, por sua vez, é o projeto de uma plataforma orbital lunar, conhecido também pela sigla LOP-G (Lunar Orbital Platform – Gateway). Consiste, portanto, em uma estação espacial na órbita da lua que servirá como um centro de comunicações e pesquisas, movido a energia solar.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Além disso, ele servirá como ponto de parada para exploração robótica e tripulada do polo sul do satélite natural. O Gateway terá aproximadamente um sexto do tamanho da Estação Espacial Internacional.

Gateway NASA
(ESA/NASA/ATG Medialab)

LEIA TAMBÉM: Astrônomos querem construir observatório de “caça aos aliens” na Lua

O projeto é liderado pela NASA, mas empresas e parceiros internacionais irão colaborar no desenvolvimento do projeto. De acordo com o pronunciamento no site da agência americana, o Gateway é essencial para o programa Artemis e para futuras missões em Marte.

Já o programa Artemis é um programa de voo espacial tripulado com o objetivo de pousar a primeira mulher e o próximo homem na lua em 2024.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

A Agência Espacial Europeia formalizou então a sua colaboração no Gateway, reconhecendo que é um grande passo para a exploração da lua e do espaço.

Presença humana na lua

A NASA pretende estabelecer a presença humana na lua até o final da década. Por isso, a agência espacial está cada vez mais investindo em tecnologias para a lua e estabelecendo parcerias. Ela está avaliando a possibilidade de instalar no satélite um habitat de superfície, além de uma plataforma e um veículo.

Podemos ver os esforços da agência em várias das suas ações ao longo do ano; por exemplo, no anúncio em que ela afirmou que irá construir um sistema de construção autônomo de grande escala, equipado para funcionar sem astronautas. A NASA está portanto trabalhando com a ICON, em um sistema de construção próprio para o espaço. Assim, seria possível a construção de pistas de pouso, habitats e estradas em outros astros.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

LEIA TAMBÉM: NASA pretende colocar instalações permanentes na Lua nessa década

Instalação lua
(ICON/SEArch+)

Outro investimento recente foi na empresa americana Bell Labs, da Nokia. Com uma contribuição de US$ 14,1 milhões, a NASA quer construir a primeira rede 4G da lua.

A NASA já investiu US$ 370 milhões em projetos para o estabelecimento humano em nosso satélite.

Uma cooperação internacional?

No novo acordo, a ESA irá fornecer ao Gateway um módulo de habitação e um módulo de reabastecimento. Além disso, levará também dois módulos de serviço à cápsula Orion da NASA, a espaçonave que enviará os astronautas pela missão Artemis. Em troca, a ESA terá então três oportunidades de voo para os astronautas europeus até o Gateway.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Ainda mais, o módulo de habitat europeu, conhecido como I-Hab, será o principal local de estadia para os astronautas quando visitarem o Gateway, de acordo com autoridades da ESA.

“A Gateway continuará portanto a expandir a cooperação da NASA com parceiros internacionais como a ESA, garantindo que o programa Artemis resulte na exploração segura e sustentável da lua (…)”, disse o administrador da NASA, Jim Bridenstine.

E a NASA não para com os investimentos e as parcerias: ainda no início do ano, a NASA concedeu contratos a três grupos privados, Dynetics, SpaceX e The National Team, para desenvolver conceitos de aterrissagem tripulada. No início deste mês, a agência americana disse que oito nações já assinaram os Acordos Artemis – um conjunto de princípios que delineiam a exploração responsável da lua.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

No pronunciamento do site da NASA, o administrador Jim Bridenstine afirma: ” À medida que nossa nação avança para a Lua (…) ficamos entusiasmados em fazê-lo com nossos parceiros internacionais. A NASA está então trabalhando duro para garantir que o programa Artemis seja a mais ampla e diversa coalizão internacional de exploração espacial da história. Sete outras nações já se comprometeram (…)”.

A expectativa é que, em breve, o ser humano chegue à Lua pela primeira vez desde 1972. Em seguida, os olhos se voltarão a Marte: o próximo grande passo da humanidade.

LEIA TAMBÉM: NASA investe US$ 14 milhões para instalar a primeira internet da Lua

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Avatar
Publicado por

Matheus Gouveia é formado em Engenharia Elétrica e apaixonado por ciência e tecnologia. Atualmente é redator da SoCientífica e autor do blog "DoCaramba!".

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Sociedade & Cultura

O povo Tsimane é uma tribo indígena amplamente isolada que vive na Amazônia boliviana.  Estas pessoas levam uma vida muito diferente da nossa. E eles...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...