Connect with us

Hi, what are you looking for?

História & Humanidade

Mãe renascentista: a mãe de Leonardo Da Vinci identificada

Mãe de Leonardo Da Vinci identificada.
Mãe de Leonardo Da Vinci identificada.

A identidade da mãe de Leonardo da Vinci foi esquecida pelos historiadores há anos, mas agora um estudioso disse que encontrou a mulher por trás do homem renascentista.

Depois de escavar registros notórios na Itália, Martin Kemp, especialista líder em Leonardo, afirmou que o artista nasceu através de Caterina di Meo Lippi, uma órfã de 15 anos,  em em 15 de abril de 1452.

Dos documentos existentes, os historiadores já sabiam que Leonardo fora criado principalmente por seu pai, um advogado chamado Ser Piero da Vinci. Os estudiosos também sabiam que Ser Piero não era casado com a mãe de Leonardo Da Vinci, e havia alguma indicação de que o nome dela era Caterina.

Continua depois da publicidade

LEIA TAMBÉM: Novas imagens revelam detalhes da pintura oculta sob obra-prima de Leonardo Da Vinci

As lacunas no conhecimento entre esses detalhes levaram a uma especulação um tanto obsessiva sobre a identidade de Caterina. Sigmund Freud pesou mesmo com uma interpretação psicanalítica da infância de Leonard. Freud afirmou que o sorriso enigmático na “Mona Lisa” deve ter lembrado Leonardo de (você adivinhou) sua mãe, e é por isso que a pintura captura “a promessa de ternura ilimitada e ameaça sinistra”.

Mãe de Leonardo Da Vinci
Segundo o psicanalista Simond Freud, o sorriso enigmático na “Mona Lisa” deve ter lembrado a mãe de Leonardo Da Vinci. ((Imagem: A obra “Mona Lisa de Da Vinci. Domínio Público)

Pesquisas mais recentes ficaram presas aos detalhes biográficos, com alguns estudiosos afirmando que a mãe de Leonardo era escrava do norte da África ou da Turquia. Caterina era um nome comum para escravos no momento, e uma análise afirmou que uma impressão digital de Leonardo tinha características comuns a pessoas de origem do Oriente Médio.

LEIA TAMBÉM: Os estudos científicos de Leonardo Da Vinci, 500 anos depois

Continua depois da publicidade

Mas Kemp, professor emérito de história da arte na Universidade de Oxford, pintou Caterina como uma garota local. Ele disse a The Guardian que sua vida “foi uma verdadeira história de soluços”. Sua pesquisa nos arquivos de Vinci e Florença, sugeriu que Caterina e seu irmão, Papo, estavam órfãos e moravam em uma fazenda abandonada com sua avó, fora de Vinci. Enquanto isso, Ser Piero da Vinci estava a caminho de se tornar um advogado bem sucedido em Florença e deveria se casar. Mas durante uma visita a sua cidade natal em julho de 1451, Ser Piero deve ter encontrado Caterina e tido a engravidado. Então, sua família provavelmente lhe deu um dote para que ela pudesse se casar com outra pessoa.

Kemp estabeleceu a maioria desses links através de registros de imposto de propriedade e, de acordo com The Guardian, ele também descobriu que Ser Piero realizou uma pequena transação legal para o marido de Caterina, outra conexão que liga os pais dos artistas.

Kemp delineou suas idéias sobre Caterina no novo livro “Mona Lisa: The People and the Painting” (Oxford University Press, 2017), que ele escreveu com Giuseppe Pallanti, professor de economia em Florença.

Continua depois da publicidade

LEIA TAMBÉM: Michelangelo descobriu detalhes da veia jugular um século antes dos médicos

O livro afirma ser o primeiro a lançar luz sobre a árvore genealógica materna de Leonardo. No ano passado, pesquisadores italianos usaram registros históricos para identificar 35 descendentes vivos de Leonardo – mas apenas do lado de seu pai. Esses parentes vivos incluíram o diretor italiano, Franco Zeffirelli, que talvez seja mais famoso por sua adaptação cinematográfica de 1968 “Romeu e Julieta”.

Como o título do livro de Kemp sugere, a publicação também oferece novos detalhes sobre a vida de Lisa del Giocondo, tema da pintura mais famosa de Leonardo, a “Mona Lisa”. Muito mais do que a mãe de Leonardo, Lisa del Giocondo atraiu teorias muito imaginativas. Estes preocuparam sua identidade e os símbolos religiosos secretos que podem ser imbuídos dentro da pintura. Kemp tomou uma visão mais sóbria da vida mundana e de classe média que Lisa teria conduzido enquanto o marido trocava em açúcar, couro e escravos.

Continua depois da publicidade

“Leonardo estava fazendo coisas extraordinárias, mas o contexto que deu origem ao retrato não foi menos incorporado no negócio diário da vida na Florença renascentista do que quando o marido de Lisa, Francesco del Giocondo, importou couro da Irlanda”, disse Kemp em um comunicado.

Uma outra versão deste artigo foi publicado anteriormente em Junho de 2017.

Continua depois da publicidade
Avatar
Publicado por

Olá, sou o Rafael! Fascinado por ciência e filosofia desde pequeno, amo pesquisar e aprender coisas novas. Graduando em Física e pesquisador nas horas vagas.


Populares hoje

Ciência

Na Paleontologia, encontrar novas peças que pertenceram a milhões de anos atrás é um dos principais objetos de estudo. No entanto, durante uma expedição...

Notícia

Os hominídeos Homo antecessor são parentes bem antigos dos Homo sapiens. Esses humanos ancestrais habitavam vastas regiões da Europa entre 1,2 milhões e 800...

Notícia

No dia 18 de fevereiro de 2021, a sonda Perseverance da NASA pousou na cratera de Jezero, na superfície de Marte. No entanto, o...