Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde & Bem-Estar

Inovadora prótese de braço controlada pelo pensamento

Na sexta-feira 21/04/2017, o primeiro paciente na Holanda recebeu seu braço robótico de click-on. Por meio de uma nova técnica, este braço robótico é “clicado” diretamente sobre o osso. Uma característica única desta prótese é que ela pode ser controlada pelos próprios pensamentos do paciente. Em todo o mundo há poucos pacientes com essa prótese.

Em abril de 2010, Johan Baggerman perdeu o braço em um grave acidente. Sete anos mais tarde, ele é um dos primeiros pacientes do mundo com um braço robótico de click-on. No caso desse modelo de braço robótico, a prótese é conectada diretamente ao coto do braço. Através de uma abertura na pele, o paciente “clica” a prótese em uma haste de metal no osso. Como a prótese se conecta diretamente ao esqueleto, uma órtese de prótese não é mais necessária. Isso garante que ela não escorregue, evita problemas de pele, e torna muito fácil de colocar e tirar. Este método já foi aplicado à perna por um período mais longo, e agora está sendo aplicado pela primeira vez na Holanda para o braço. A principal diferença com as próteses de perna click-on é que a nova prótese de braço pode se comunicar com os nervos do paciente, permitindo que o paciente controle a prótese com sua mente.

Gama de movimento

Continua depois da publicidade

O cirurgião Jan Paul Frölke e o médico de reabilitação Henk van de Meent apresentaram a prótese de click-on na Holanda. Eles têm aplicado a técnica para ajudar amputados de perna desde 2009. A partir de agora também é possível para os pacientes com uma amputação de braço receber uma prótese de clique. “Todos os movimentos podem ser feitos com o ombro”, explica Henk van de Meent. “Isso dá aos pacientes uma maior amplitude de movimento. Uma outra vantagem é que a prótese click-on é anexada fácil e rapidamente.” Como a inovação é tão recente, a prótese ainda não está amplamente disponível e precisam ser estabelecidos acordos com companhias de seguro de saúde.

Cirurgias

Três cirurgias são necessárias para a prótese de braço click-on. Durante a primeira cirurgia, o cirurgião insere uma haste de metal na cavidade medular do osso. O exterior da haste tem uma superfície áspera. Este lado áspero é reconhecido e aceito pelo osso existente, e o crescimento ósseo incorpora a haste. Seis a oito semanas depois, ocorre a segunda e curta intervenção. O cirurgião faz um pequeno buraco na pele e parafusa uma biela na haste colocada mais cedo. Esta biela sobressai ligeiramente para que a prótese possa clicar nela.

Continua depois da publicidade

A terceira cirurgia é a de reinervação muscular direcionada (TMR), e é realizada por um cirurgião plástico especializado. Os nervos que controlavam os músculos da mão e da axila antes da amputação são meticulosamente ligados a partes dos músculos do tronco do braço. Ao ligar os nervos ao músculo, ele funciona como um amplificador do sinal nervoso.

Controle dos músculos através dos pensamentos

As cirurgias são seguidas por um período de reabilitação, de modo que o paciente pode aprender a contrair os músculos em seu braço usando seus pensamentos. Se o paciente imagina abrir e fechar a mão, os músculos do braço se contraem. A atividade muscular no braço é medida por Myoband, que são eletrodos que rodeiam o braço como uma pulseira. Uma vez que os nervos tenham crescido suficientemente no músculo, o sinal muscular é forte o bastante para ser detectado pelo sensor no Myoband e o computador no braço robótico pode ser controlado via Bluetooth. Isto é o que torna o movimento possível.

Continua depois da publicidade

O período de reabilitação após o TMR é muito extenuante para o paciente. Diariamente eles devem treinar os estímulos com um braço de prática provisório. Uma vez que o braço robótico real é conectado, este treinamento se torna muito mais fácil porque o movimento da mão na mente do paciente é realizado imediatamente pelo braço robótico. A ligação intuitiva entre cérebro e braço robótico dá aos pacientes a sensação de que eles têm controle sobre o braço como se fosse o seu próprio. Mesmo depois que o braço robótico está conectado, há um período intensivo de reabilitação durante o qual o paciente deve se acostumar com seu novo braço.

Cronologia:

28 de abril de 2010: O caminhoneiro Johan Baggerman esteve envolvido em um grave acidente de caminhão. Seu braço estava preso e, em última instância, teve que ser amputado pelo paramédico de voo Michiel Vaneker.

Continua depois da publicidade

21 de outubro de 2013: Cirurgia 1 pelo cirurgião Jan Paul Frölke: a haste de metal é inserida.

13 de janeiro de 2014: Cirurgia 2 pelo cirurgião Jan Paul Frölke: a biela é presa à primeira haste.

8 de abril de 2016: Cirurgia de TMR pelo cirurgião plástico Erik Walbeehm: os nervos são unidos aos músculos no braço.

Continua depois da publicidade

2016: Início do treinamento com o braço de prática provisório sob orientação do médico de reabilitação Henk de Meent. O paciente aprende a contrair os músculos do seu braço com seus pensamentos.

21 de abril de 2017: John Baggerman é o primeiro paciente na Holanda a receber um braço robótico click-on e inicia a última parte de seu processo de reabilitação.

Artigo traduzido e adaptado de https://www.sciencedaily.com
Fonte da história: Radboud University Nijmegen Medical Centre. https://www.radboudumc.nl/en/patient-care

Continua depois da publicidade
Comentários

Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Uma empresa israelense chamada CorNeat Vision desenvolveu uma córnea sintética e permitiu a um homem de 78 anos, cego há dez anos, recuperar totalmente...

Tecnologia

Muitos especialistas em estratégia militar alertam que as guerras do futuro não serão terrestres, mas confrontos sob o signo da inteligência artificial e do...

História & Humanidade

Os sapiens não são a única espécie humana que já circulou pela Terra, embora hoje só nós estejamos vivos. Fora os sapiens, a espécie...

História & Humanidade

Nós possuímos, em nosso DNA, registros de um ancestral misterioso, que acasalou com espécies humanas há aproximadamente um milhão de anos.