Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Girafas anãs encontradas na selva pela primeira vez

Um grupo de pesquisadores detectou algo incomum enquanto faziam um levantamento fotográfico da população de girafas no Parque Nacional de Murchison Falls, em Uganda. Alguns dos animais apresentavam anormalidades morfológicas semelhantes a girafas anãs.

Ou seja, a princípio, uma das girafas selvagens parecia um pouco diferente das outras, com pernas notavelmente mais curtas. Mesmo tendo o que parecia ser um tamanho corporal subadulto. Então, quando realizavam o mesmo trabalho na Namíbia, eles avistaram uma segunda girafa selvagem parecida.

O reconhecimento das girafas anãs

Girafas anãs

Os bezerros das girafas amadurecem totalmente entre três e seis anos de idade. Acredita-se que essa segunda girafa tenha nascido em 2014, assim ela deveria ter o comprimento das pernas de um adulto. Logo, os pesquisadores creem que ambas as girafas são afetadas por uma condição como a displasia esquelética (termo genérico para doenças que afetam o comprimento dos membros, incluindo o nanismo).

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Desse modo, elas realmente são girafas anãs. Portanto, o artigo publicado na revista BMC Research Notes é o primeiro a descrever girafas com essa condição encontradas na natureza. Os autores conversaram com alguns membros de comunidades de zoológico e parece não ter sido testemunhada essas mesmas características em nenhum animal em cativeiro também.

O fato de não ter membros da comunidade científica e de zoológicos relatando a condição de girafas anãs indica que é provavelmente muito raro. As displasias esqueléticas podem estar associadas a algum distúrbio genético, porque o surgimento delas costuma estar enraizado em etiologias moleculares, explica o coautor Michael B. Brown, biólogo conservacionista da Girafa Fundação de Conservação para a IFLScience.

girafa anã em Uganda
Girafa anã em Uganda. Foto: Michael B Brown

Outra observação importante é sobre a população de girafas do Parque Nacional de Murchison Falls em Uganda ter experimentado um gargalo populacional significativo no final dos anos 1980 como resultados de distúrbios civis e caça ilegal. Mas não está claro se houve impacto remanescente desse gargalo.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...

Plantas & Animais

Raças menores de cães geralmente apresentam comportamentos mais instáveis. Pode haver, portanto, diversos motivos para cachorros pequenos serem ferozes.