Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

Sinais de uma nova estrutura no núcleo da Terra detectados

possível quinta camada no núcleo da Terra
Há uma possível quinta camada no núcleo da Terra. Imagem: Kelvinsong / Wikimedia Commons

Pesquisadores encontraram mais evidências de um capítulo novo nas profundezas internas do planeta – o núcleo da Terra parece ter outro núcleo ainda mais interno.

Tradicionalmente, os livros ensinam na escola que a Terra tem quatro camadas principais: a crosta, o manto, o núcleo externo e o núcleo interno, como relembra a geofísica da Australian National University, Joanne Stephenson.

O núcleo da Terra pode ter mais uma camada

Terra
Imagem: Pixabay

Todo o conhecimento do que existe na crosta da Terra foi inferido principalmente pelo que os vulcões e as ondas sísmicas mostram. A partir dessas observações indiretas, os cientistas calculam que o núcleo interno é extremamente quente, com temperaturas que ultrapassam 5.000 graus Celsius, representando apenas 1% do volume total da Terra.

Agora, Stephenson e seus colegas encontraram mais evidências de que o núcleo interno da Terra pode ter duas camadas distintas. Então, a equipe usou um algoritmo de busca para rastrear e combinar milhares de modelos do núcleo interno com dados observados ao longo de muitas décadas sobre quanto tempo as ondas sísmicas levam para viajar pela Terra, coletados pelo Centro Sismológico Internacional.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Com isso, a equipe examinou alguns modelos de anisotropia do núcleo, assim como as diferenças na composição de seu material alteram as propriedades das ondas sísmicas, e descobriu que alguns eram mais prováveis do que outros.

Mudanças na estrutura da Terra

ondas sísmicas
Diferenças nos caminhos das ondas sísmicas através das camadas da Terra. (Stephenson et al., Journal of Geophysical Research: Solid Earth, 2021)

Enquanto alguns modelos pensam que o material do núcleo interno canaliza as ondas sísmicas paralelamente ao equador, outros argumentam que a mistura de materiais permite ondas mais rápidas e paralelas ao eixo de rotação da Terra.

Mesmo assim, há discussões sobre o grau exato de diferença de certos ângulos. Este estudo descobriu uma mudança na direção lenta para um ângulo de 54 graus, com a direção mais rápida das ondas correndo paralelas ao eixo.

Essas são evidências que podem indicar uma mudança na estrutura do ferro, o que sugere talvez dois eventos separados de resfriamento na história da Terra, disse Stephenson.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.

Faça um comentário

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Mente & Cérebro

Nas últimas décadas, inúmeras pesquisas mostraram a relação entre amamentação e a saúde da criança. Sabe-se, por exemplo, que a amamentação ajuda no desenvolvimento...

Planeta & Ambiente

Nukumi, uma grande fêmea de tubarão-branco marcada no ano passado está cruzando o Atlântico já faz dois meses. De acordo com especialistas, ela pode estar...