Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde & Bem-Estar

Está sendo testado um novo dispositivo que pode revolucionar a batalha contra o HIV

Um implante de controle de natalidade, próximo a um centavo por escala, é o mesmo dispositivo que forneceria um novo medicamento anti-retroviral, o islatravir. (Merck)

A empresa farmacêutica Merck desenvolveu um implante com um novo medicamento que poderia prevenir o HIV por até um ano.

A pesquisa foi descrita na terçafeira em uma conferência internacional sobre a AIDS na Cidade do México.

O novo dispositivo foi testado pela empresa em apenas 12 pacientes por 12 semanas. Mas os pesquisadores já estão muito empolgados com a nova tecnologia.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Novos métodos de prevenção do HIV são desesperadamente necessários. Cerca de 75 milhões de pessoas contraíram o vírus letal desde o início da epidemia de AIDS. Mesmo agora, cerca de 1,7 milhão de pessoas são infectadas a cada ano.

O dispositivo, trata-se de um fino bastão de plástico que pode ser implantado sob a pele para liberar pequenas doses do medicamento.

A droga usada nos novos implantes é o islatravir, que até a semana passada era conhecido como EFdA ou MK-8591. É o primeiro de uma nova classe de medicamentos chamados inibidores da translocação de transcriptase reversa de nucleosídeos, que bloqueiam o movimento da enzima responsável pela clonagem do DNA do vírus para que ele possa infectar novas células.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

As vantagens de se utilizar esse medicamento é que ele é até 10 vezes mais potente que qualquer outro droga já utilizada para prevenir o HIV, até pequenas doses da droga podem ser eficazes, o remédio também pode passar até cinco dias na corrente sanguínea, podendo ser utilizado com menores frequências.

A suposição de que o implante poderia proteger contra o HIV por um ano foi obtida estimando-se a quantidade de droga que é considerada protetora e o quanto o implante pode suportar. Um teste no mundo real significa dar o implante a milhares de homens e mulheres sexualmente ativos ou usuários de drogas, e rastrear quantos são infectados.

O diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, Anthony S. Fauci, que não esteve envolvido na pesquisa, diz que é cautelosamente otimista.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“Se – e eu estou enfatizando se – se for em um teste maior que oferece um nível de droga que protege por um ano, isso mudaria o jogo”, disse eleao The New York Times.

FONTES / The New York Times / ScienceAlert

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Damares Alves
Publicado por

Apaixonada pela natureza, me tornei redatora e hoje escrevo exclusivamente sobre ciência. Meu objetivo é que todos possam ter acesso a pesquisas importantes e descobertas incríveis que são realizadas todos os dias.

Faça um comentário

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...

Plantas & Animais

Raças menores de cães geralmente apresentam comportamentos mais instáveis. Pode haver, portanto, diversos motivos para cachorros pequenos serem ferozes.